Publicado 11 de Julho de 2013 - 5h00

A Baixada Santista, assim como diversas regiões do país, terá diversos pontos bloqueados pelas centrais sindicais no início da manhã desta quinta-feira (11). Participarão dos atos representantes das Centrais Sindicais de Trabalhadores Intersindical, Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Força Sindical, Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), Central Sindical e Popular (CSP) e Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

Em nota, as centrais informam que as paralisações ocorrerão nas cidades de Cubatão, Santos, São Vicente, Guarujá e Praia Grande, logo de manhã. Em Cubatão, será no pólo industrial. Já no Guarujá, ato acontece na Rua do Adubo. Em Santos, a Avenida Martins Fontes (altura do colégio Maria Patrícia/Valongo) será bloqueada. Além deste trecho, Porto de Santos, assim como a travessia de balsas entre Santos e Guarujá, a Divisa Santos/São Vicente, saídas da Avenida Perimetral, Morro da Nova Cintra e Túnel também serão bloqueados.

As rodovias Cônego Domênico Rangoni, Via Anchieta, Rodovia Padre Manoel da Nóbrega também terão ato. A ponte do Mar Pequeno, em Praia Grande também será bloqueada. Comércios e bancos também devem ficar fechados.

Às 12 horas, os trabalhadores realizam Ato Unificado na Praça Mauá, em Santos, para alertar a população sobre as reivindicações dos trabalhadores que vão pelo Fim do Fator Previdenciário a Reforma Agrária e o Fim dos Leilões do Petróleo. Em Cubatão o Ato está marcado na frente da prefeitura.