Publicado 10 de Julho de 2013 - 12h49

No próximo dia 24, quando ocorrerá a visita e são esperados 200 mil romeiros

Divulgação

No próximo dia 24, quando ocorrerá a visita e são esperados 200 mil romeiros

Aparecida vai fazer um mutirão nos próximos 15 dias para atender as providências necessárias para a visita do papa Francisco.

A prefeitura irá recapear as vias por onde o pontífice passará com o papamóvel e já está reservando áreas para fazer ao menos seis bolsões de estacionamento.

No próximo dia 24, quando ocorrerá a visita e são esperados 200 mil romeiros, haverá seis postos médicos de plantão, banheiros químicos espalhados pela cidade e grades de segurança ao longo do trajeto do papa.

Ele vai circular de papamóvel do Santuário Nacional de Aparecida até o Seminário Bom Jesus, onde almoçará e descansará após a missa das 10h30 que celebrará na Basílica Nacional.

Os restaurantes, bares e hotéis estão passando por ‘pente-fino’ da Vigilância Sanitária Estadual em parceria com a prefeitura, para verificar as condições de higiene. Os funcionários estão sendo treinados para atender os visitantes.

Segundo o prefeito de Aparecida, Márcio Siqueira (PSDB), no dia da visita 200 servidores da Saúde, Trânsito, Guarda Municipal e Fiscalização estarão de plantão.

O pontífice vai rezar uma missa no Santuário Nacional de Aparecida no dia 24, a partir das 10h30, para 15 mil pessoas.

Ele estará no Brasil para participar da Jornada Mundial da Juventude, que acontece no Rio entre os dias 23 e 28.

A prefeitura recebeu R$ 1,1 milhão do governo do Estado para as melhorias.

As vias que ligam o Santuário ao Seminário Santo Afonso --avenida Anchieta, praça Dr. Benedito Meirelles e avenida Rio Branco-- serão recapeadas. A equipe de segurança do papa pediu que fossem retiradas lombadas da avenida Rio Branco para não prejudicar a locomoção do papamóvel, que é um carro baixo.

Ao longo das vias, a prefeitura terá que instalar grades de segurança. Os visitantes também terão banheiros químicos disponíveis em áreas públicas.

Os esquemas de trânsito e segurança serão coordenados pelas secretarias estaduais de Segurança e de Transportes, pelo Exército e pela Polícia Rodoviária Federal. Serão criadas rotas de emergência para veículos oficiais e os visitantes serão encaminhados para os bolsões de estacionamento.

“Aparecida está acostumada a receber 12 milhões de visitantes por ano. Para a visita do papa, tudo estará bem preparado”, disse o prefeito.