Publicado 11 de Julho de 2013 - 1h19

Por Agência Anhanguera de Notícias

Um erro do laboratório Ladatec, do Rio, levou Natália, ponta do Vôlei Amil e da Seleção Brasileira, a julgamento na noite de terça-feira (09) no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

No processo, a acusação de doping apontou a presença da substância Prednisolona acima dos níveis permitidos. Porém, um laudo posterior do laboratório indicou que houve um erro e que a concentração correta está abaixo do limite permitido.

Por ter sido flagrada no exame antidoping, cujas informações dão conta que o mesmo foi realizado na final da Superliga deste ano, no jogo do seu então time Unilever contra o Sollys Nestlé, Natália ficou suspensa preventivamente por 30 dias.

No julgamento, Natália recebeu um pedido formal de desculpas como sentença no julgamento no STJD.

Escrito por:

Agência Anhanguera de Notícias