Publicado 15 de Julho de 2013 - 9h00

Os cantores Chitãozinho e Xororó, junto com a Orquestra Sinfônica de Campinas, homenageiam o aniversário de 239 anos de Campinas

Elcio Alves/AAN

Os cantores Chitãozinho e Xororó, junto com a Orquestra Sinfônica de Campinas, homenageiam o aniversário de 239 anos de Campinas

As comemorações pelo 239 aniversário de Campinas terminaram na noite de domingo (14) com uma apresentação emocionante da dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó com a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas na Praça Arautos da Paz. O evento contou também com a participação especial do maestro João Carlos Martins. Segundo a Prefeitura, o concerto reuniu 10 mil pessoas. A estimativa da Polícia Militar é de que cerca de 5 mil tenham assistido à apresentação. O prefeito Jonas Donizette (PSB), secretários e autoridades estiveram presentes.

O concerto começou pouco depois das 18h30, com a execução do Hino Nacional pela orquestra, que foi regida pelo maestro titular Victor Hugo Toro. Em seguida, os músicos tocaram o clássico O Guarani, do compositor campineiro Carlos Gomes. Mas foi quando a dupla Chitãozinho e Xororó entrou no palco e soltou a voz com seus maiores clássicos é que o público vibrou. Acompanhados da orquestra, os sertanejos iniciaram a apresentação com Fio de Cabelo. Em seguida, com João Carlos Martins ao piano, cantaram Ave Maria, emocionando a plateia. Também entoaram outros sucessos caipiras como Rancho Fundo e Nuvem de Lágrimas.

Os cantores, que vivem em Campinas desde o início da carreira, não cobraram cachê pela apresentação como uma forma de homenagear a cidade pelo dia. “A gente se sente realmente em casa. É um orgulho para nós tocar aqui”, disse Chitãozinho. “A gente já fez vários shows em Campinas, mas hoje tem um gostinho especial. Porque, além do aniversário da cidade, vamos cantar com a Sinfônica de Campinas, que é maravilhosa”, acrescentou Xororó.

Essa não foi a primeira vez que a dupla se apresentou com uma orquestra sinfônica. Tampouco com Martins, renomado maestro que ficou ainda mais conhecido por sua persistência em driblar seus problemas de saúde e continuar nos palcos. A parceria começou em 2009, em um show na Sala São Paulo, na Capital, em comemoração aos 40 anos de carreira da dupla.

Jonas, que pela primeira vez pôde comemorar o aniversário de Campinas no comando do Palácio dos Jequitibás, disse estar satisfeito com a programação. “Espero mesmo que as pessoas curtam esse show. É a nossa orquestra e uma dupla que ajudou a projetar o nome de Campinas pelo Brasil”, disse.

A autônoma Cleusa Regina Finoteli, de 48 anos, veio de Sumaré para assistir ao concerto. “Eu sou muita fã de Chitãozinho e Xororó. Meu sonho é vê-los de perto.”

A funcionária pública Terezinha Sivieiro, de 60 anos, também aprovou a apresentação e diz acompanhar com frequência a Orquestra Sinfônica. “Eu gosto muito, sempre procuro assistir. Aprecio muito Campinas, estou aqui há 40 anos e não pretendo nunca mais sair” , disse.