Publicado 12 de Julho de 2013 - 5h00

Cena do filme 'Violeta Foi pro Céu' (2012), de Andrés Wood

Divulgação

Cena do filme 'Violeta Foi pro Céu' (2012), de Andrés Wood

Quem gosta de música latino-americana e ainda não viu 'Violeta Foi para o Céu', de Andrés Wood (2012), tem nova chance nesta sexta-feira, às 20h, pelo Telecine Cult. Não é um filme fácil. Tem narrativa cheia de percalços (e o que há de mais interessante, por propor linguagem também visual e de sensações) para contar a história de um dos grandes nomes chilenos, Violeta Parra, vivida de modo magnífico por Francisca Gavilán.

Certa esquerda não gosta muito de saber que a engajada cantora e compositora tenha ficado mais frustrada (a ponto de tomar atitude extrema) com o grande amor de sua vida do que com a causa socialista. Eu, pessoalmente, fiquei incomodado com o fato de ela falar tanto sobre causas e defender pessoas das injustiças sociais, mas abandonar uma filha ainda bebê para ir viver na França.

Claro que são julgamentos de quem está fora no tempo e no espaço da personagem e que é muito cômodo criticar usando tal perspectiva. Enfim, filme importante, mas difícil, sobre um mito que deixou canções clássicas como 'Gracias a la Vida' e 'Volver a los Diecisiete'.