Publicado 22 de Julho de 2013 - 14h25

Ambos correm o risco de perder o benefício do regime semiaberto

Reprodução

Ambos correm o risco de perder o benefício do regime semiaberto

Os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos foram mandados para duas celas solitárias na penitenciária Dr. José Augusto Salgado, a P2 de Tremembé, como punição por terem cometido infrações disciplinares. Segundo o Tribunal de Justiça, os irmãos Cravinhos ficarão isolados por dez dias.

Ainda de acordo com o TJ, além do isolamento, Daniel e Cristian correm o risco de perder o benefício do regime semiaberto – obtido em fevereiro deste ano por "bom comportamento" – por conta da infração que cometeram dentro do presídio. O ato infracional cometido pelos irmãos não foi informado.

Condenados pela morte dos pais de Suzane von Richthofen, crime cometido em 2002, os Cravinhos são alvo de uma sindicância interna da direção do presídio que irá determinar se será solicitado novamente à Justiça a suspensão do regime semiaberto.

De acordo com o TJ, a direção da P2 chegou a pedir judicialmente a suspensão do regime, mas a solicitação foi negada até que a sindicância seja concluída. O prazo para a conclusão da sindicância não foi informado pelo TJ.

A punição de dez dias na solitária foi determinada pela juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani, da Vara das Execuções Criminais de Taubaté, a mesma que concedeu a progressão do regime fechado ao semiaberto aos irmãos em fevereiro deste ano.