Publicado 12 de Julho de 2013 - 15h28

Por Renê Moreira

Terminou na delegacia a tentativa de um advogado de 62 anos de entrar numa agência bancária no centro de Franca na tarde de quinta-feira (11). Barrado na porta giratória, ele esvaziou os bolsos e mesmo assim o alarme continuou apitando.

Como o vigia insistia que não o deixaria entrar no local porque ele estaria portando algum objeto metálico, o advogado acabou tirando toda a roupa. Segundo ele, antes disso ainda tentou convencer o funcionário a liberar sua entrada, mas não obteve êxito.

Por fim, conta o advogado, falou ao vigia que tiraria a roupa, ocasião em que ele teria dito: "o problema é seu". Foi aí que o advogado alega ter se revoltado e feito isso mesmo, ficando apenas de cueca e meia.

Uma funcionária da agência, vendo então a cena, teria intercedido e autorizado a entrada. Mas, após realizar as transações que precisava, o cliente foi até a delegacia registrar queixa, não descartando acionar o banco na Justiça.

Escrito por:

Renê Moreira