Publicado 13 de Julho de 2013 - 12h36

Por France Press

As autoridades declararam toda a ilha 'em estado de alerta'

France Press

As autoridades declararam toda a ilha 'em estado de alerta'

O tufão Sulik atingiu Taiwan neste sábado (13) com ventos fortes e chuvas torrenciais, causando duas mortes e ao menos 100 feridos, segundo um balanço preliminar fornecido pelas autoridades locais.

As autoridades taiwanesas acreditam que as perturbações meteorológicas devem continuar durante todo o sábado (13) e advertiram para o risco de desmoronamento e inundações, principalmente nas regiões do sul do país.

As autoridades declararam toda a ilha "em estado de alerta" e enviaram o Exército para as áreas mais perigosas. Mais de 8.000 pessoas foram evacuadas com a aproximação do tufão.

Na capital, Taipei, um oficial de 50 anos morreu após ser atingido por tijolos arrancados pelo tufão, indicou o Centro de Operações de Emergência.

Uma mulher de 54 morreu ao cair do telhado de sua casa, segundo a mesma fonte.

Cem pessoas ficaram feridas, três delas em estado grave, em quatro cidades no nordeste de Taiwan, a maioria atingida por árvores e outros objetos arrastados pelos ventos.

Sulik atingiu a costa nordeste neste sábado às 3h (17H00 de sexta-feira no horário de Brasília), com ventos de 190 km/h, de acordo com o Instituto de Meteorologia.

Cerca de 800 mil casas ficaram sem energia, mas em metade delas o fornecimento de energia já foi restabelecido nesta manhã, informou a Taiwan Power Company.

Cerca de 170 voos foram cancelados ou atrasados , bloqueando centenas de passageiros nos aeroportos.

Nesta tarde, o Sulik chegou a costa da China com ventos de 118 km/h, indicou o observatório meteorológico nacional. Mais de 300.000 pessoas foram evacuadas neste país e 5.000 soldados foram mobilizados, segundo a agência oficial Xinhua.

Escrito por:

France Press