Publicado 12 de Julho de 2013 - 10h08

Por France Press

Movimento rejeitou o pedido de diálogo feito no domingo pelo presidente Mursi

France Press

Movimento rejeitou o pedido de diálogo feito no domingo pelo presidente Mursi

O ministro alemão das Relações Exteriores, Guido Westerwelle, pediu nesta sexta-feira que liberte o ex-presidente islamita Mohamed Mursi, detido em 3 de julho depois de sua queda por parte das forças armadas. Westerwelle também pediu que uma instituição neutra e com credibilidade indiscutível tenha acesso imediato a Mursi.

Na quarta, o porta-voz do ministério das Relações Exteriores egípcio, Badr Abdelatty, declarou que Mursi se encontra num lugar seguro para sua própria proteção e que está sendo tratado de maneira digna.

Escrito por:

France Press