Publicado 11 de Julho de 2013 - 12h19

Por France Press

A Guarda Civil espanhola desmantelou uma rede de tráfico de drogas entre a Europa e a América do Sul em uma operação na qual foram detidas 74 pessoas em vários países, incluindo o líder colombiano, e apreendidos 575 quilos de cocaína.

A operação, realizada com agentes antidroga americanos, com a polícia brasileira e os aduaneiros franceses, também permitiu apreender 11 armas de fogo, incluindo um fuzil de assalto, 588 mil euros e 7 milhões de dólares em dinheiro, disse a Guarda Civil em um comunicado.

O chefe da organização, que foi detido no Rio de Janeiro em junho, é "um conhecido narcotraficante colombiano com base no Brasil que dirigia uma complexa rede dedicada ao trânsito de droga e de dinheiro entre a América do Sul e a Europa", segundo a fonte.

Os outros 73 detidos, entre eles quatro mulheres, são espanhóis, colombianos, portugueses, iranianos e bolivianos que foram presos na Espanha e no Brasil.

A droga era enviada à Espanha, "normalmente em contêineres de mercadorias", e depois levada a cinco laboratórios clandestinos situados nas províncias de Málaga e Córdoba (sul) e nos arredores de Madri, onde a cocaína era preparada para sua posterior venda na Espanha, França e Itália.

A droga era transportada em fundos falsos instalados na carroceria de veículos, dois dos quais foram encontrados em Marselha (sul da França), um deles com 30 quilos de cocaína.

A rede também utilizava pessoas para levar o dinheiro procedente da venda do entorpecente ao Brasil. Uma destas "mulas", uma mulher, foi detida no aeroporto de Madri quando tentava sair com dinheiro do país.

Escrito por:

France Press