Publicado 06 de Julho de 2013 - 12h25

Por France Press

O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou neste sábado (06) que oferecerá asilo ao fugitivo americano Edward Snowden se ele solicitá-lo, em um discurso durante um ato popular em Oruro (sudoeste). "Como protesto quero dizer aos europeus e aos americanos: agora vamos dar asilo se este norte-americano perseguido por seus compatriotas nos pedir. Não temos nenhum medo", disse o presidente.

Além disso, Morales afirmou estar disposto a conceder asilo "por razões humanitárias aos perseguidos politicamente por denunciar espionagem do governo dos Estados Unidos".

O WikiLeaks, que fornece apoio a Snowden, informou que ele solicitou asilo a 27 países.

A chancelaria da Bolívia disse não ter recebido um pedido neste sentido.

Venezuela e Nicarágua, por sua vez, se declararam na sexta-feira dispostas a conceder asilo a Snowden, bloqueado há 14 dias na zona de trânsito do aeroporto de Moscou.

Snowden, um ex-consultor da Agência Nacional de Segurança (NSA) americana, está foragido da justiça de seu país, que o acusa de espionagem por ter vazado à imprensa um programa de vigilância mundial de Washington.

Escrito por:

France Press