Publicado 18 de Julho de 2013 - 19h42

A dona de casa de 58 anos, que sofreu ferimentos graves após ser atacada por um pit bull em Mogi Mirim quarta-feira (17), passou por cirurgia plástica de reconstrução na Santa Casa de Mogi Guaçu na manhã desta quinta (18) e não corre risco de morte.

De acordo com o hospital, a vítima está com quadro de saúde estável e permanece internada, sem previsão de alta. Ela teve cortes profundos na cabeça, rosto e mãos.

O ataque ocorreu à tarde, no Jardim do Lago, quando a mulher usou uma mangueira de água para tentar separar a briga entre o pit bull e outros dois cachorros.

Segundo a Guarda Municipal, o cão pulou na cabeça da vítima, a derrubou no chão e depois a arrastou até o canil pelas garras, onde ela conseguiu se soltar e correr para dentro. A família chamou o socorro.

A mulher foi levada pelo Samu e levada à Santa Casa, onde passou por cirurgia reconstrutora da face e da cabeça.

As mãos não foram operadas, já que os ferimentos eram mais leves. O nome da vítima não foi divulgado.