Publicado 11 de Julho de 2013 - 9h57

Por Ricardo Fernandes

Concentração aconteceu em frente à estação Cultura

César Rodrigues/AAN

Concentração aconteceu em frente à estação Cultura

Cerca de 200 pessoas se concentraram em frente à estação Cultura e saíram em passeata para ato em Campinas convocado nesse chamado 'Dia Nacional de Luta', que acontece em diversas cidades do País, nesta quinta-feira (11). O grupo seguiu em passeata pelas ruas do Centro com destino ao Largo do Pará. Durante o percurso, com faixas e cartazes nas mãos, o grupo clama suas reivindicações que abrangem questões trabalhistas e sociais. É forte a adesão de camelôs na manifestação. O comércio informal da cidade interrompeu suas atividades para aderir ao movimento. Por conta da passeata, pontos de congestionamento na Rua José Paulino e Avenida Moraes Sales foram registrados pela Emdec. 

Uma mobilização geral está marcada para as 17h, no Largo do Rosário, envolvendo movimentos populares, sociais, pastorais e estudantes, além do apoio sindical. Os principais sindicatos convocaram paralisações e mobilizações durante todo o dia, em Campinas e Região.

Comércio

Apesar da série de protestos e da greve geral convocada para esta quinta, o comércio no Centro de Campinas funciona com restrições - os lojistas fecharam as portas quando a passeata percorreu a frente dos estabelecimentos e voltaram a abrir em seguida. Muitos funcionários, segundo informações dos comerciantes, não conseguiram chegar para o trabalho por conta da interrupção de algumas linhas de ônibus na cidade.

Os lojistas fecharam as portas quando a passeata percorreu a frente dos estabelecimentos e voltaram a abrir em seguida

Transporte público

Segundo informações da Transurc, dez linhas de ônibus que circulam na região do Campo Belo - que atendem cerca de 25 mil passageiros/ dia -  estão paradas no Terminal Central e no Terminal Ouro Verde por conta dos protestos que estão ocorrendo nas Rodovias Santos Dumont (SP-075) e Miguel Melhado Campos (SP -324). Os ônibus das linhas 191, 193, 194, 195, 196, 198 e 115 permanecem paradas. Segundo a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC), os veículos voltarão a circular assim que os protestos nas rodovias acabarem.

Ônibus foram impedidos de trafegar por conta dos bloqueios e estão parados na Rua Francisco Theodoro, na Vila Industrial.

Com informações da repórter Bruna Mozer/ AAN 

Escrito por:

Ricardo Fernandes