Publicado 10 de Maio de 2013 - 14h44

Benefício previsto aos presos do regime semiaberto

Reprodução

Benefício previsto aos presos do regime semiaberto

Os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos de Paula e Silva deixaram na manha desta sexta-feira (10) a penitenciária Doutor José Augusto Salgado, a P2 de Tremembé.É a primeira vez que eles deixam o presídio desde 2002, quando foram presos condenados pela morte dos pais de Suzane von Richthofen.

Os irmãos foram beneficiados pela saída temporária do Dia das Mães, benefício previsto aos presos do regime semiaberto ao qual os Cravinhos foram inseridos em fevereiro deste ano por "bom comportamento", segundo a Justiça. O retorno dos irmãos está agendado para a próxima quarta-feira (15).

A autorização judicial para a saída dos irmãos foi concedida pela juíza Wania Regina Gonçalves da Cunha, da Vara das Execuções Criminais (VEC) de Taubaté.

Os Cravinhos foram condenados em 2006 em júri popular. Daniel, na época namorado de Suzane, com quem planejou o assassinato dos pais dela, foi condenado a 39 anos e seis meses o irmão, Cristian, a 38 anos e seis meses em regime fechado. O crime aconteceu na casa da família de Suzane, em São Paulo.