Publicado 05 de Abril de 2013 - 10h38

Por Agência Estado

Técnico do Santos, Muricy Ramalho durante treinamento da equipe

Divulgação

Técnico do Santos, Muricy Ramalho durante treinamento da equipe

O técnico Muricy Ramalho ignorou as vaias da torcida e preferiu enaltecer a forma como sua equipe jogou no empate por 1 a 1 com o São Caetano, na noite de quinta-feira (04/04), no Estádio do Pacaembu, pela 17ª rodada do Campeonato Paulista. "Acho que foi nosso melhor jogo, tivemos uma posse de bola alta, e isso deixa a gente contente. Ficamos tristes apenas pelo resultado, mas a apresentação foi boa", afirmou o treinador, que comemorou o fato de o time ter finalizado 18 vezes contra apenas três do adversário. "Gostei da postura do time."

Ele aproveitou para elogiar o desempenho dos dois volantes, Renê Júnior e Alan Santos, que, segundo ele, tiveram um papel importante na partida. "Nossos dois volantes jogaram muito bem. Hoje em dia, quem arma os times no mundo são os volantes", disse lembrando que gosta de jogadores modernos para a posição.

Alan Santos, por sua vez, recebeu os elogios do chefe com satisfação e deixou o campo com a sensação de dever cumprido. "Acho que fiz um bom trabalho, mas o Arouca é o titular da posição. Ele é um grande jogador e sempre que precisar, estarei à disposição para ajudar o Santos", concluiu o volante.

Com o empate, o Santos está na terceira colocação no Campeonato Paulista, com 33 pontos, mas pode ser ultrapassado pelo Mogi Mirim até o encerramento da 17ª rodada. Agora, a equipe volta as suas atenções para a Copa do Brasil. Na próxima quarta-feira (10/04), o time estreia no torneio contra o Flamengo do Piauí em Teresina.

Escrito por:

Agência Estado