Publicado 06 de Abril de 2013 - 18h20

O técnico Luiz Carlos Martins lamentou o resultado, mas celebrou a atuação do time

Sérgio Masson/Gazeta de Ribeirão

O técnico Luiz Carlos Martins lamentou o resultado, mas celebrou a atuação do time

O Comercial lutou, mas não conseguiu superar o Capivariano na tarde deste sábado (6), em Capivari, pela primeira rodada da segunda fase da Série A2 do Campeonato Paulista.

O Alvinegro foi derrotado por 2 a 1 e segue sem vencer o time rival no ano – havia perdido no último dia 9 de março, também em Capivari, por 1 a 0, ainda na primeira fase. Os gols do time da casa foram marcados por Romão e Silas, enquanto Macena descontou.

O resultado deixa o Comercial na última posição do Grupo 3, ao lado do Catanduvense, que também perdeu neste sábado, para a Portuguesa, por 2 a 1. O próximo jogo do Comercial é justamente contra o Catanduvense, em casa, na terça-feira (9), às 20h30.

O JOGO

A partida deste sábado foi bastante movimentada, bem diferente do confronto entre os times na primeira fase. O Capivariano começou melhor, criando boas chances de gol e pressionando.

O Comercial, acanhado, começou a se soltar a partir dos 10 minutos, quando até teve chance de marcar com Leandro Oliveira – que voltou ao time titular após contusão. O jogo ficou equilibrado e Magalhães ainda teria outra boa chance, enquanto o Capivariano respondeu com Romão – ambas as finalizações foram para fora.

No segundo tempo, o Capivariano voltou a pressionar, dessa vez de forma mais efetiva. Aos 11 minutos, Alemão cobrou escanteio, a defesa do Comercial parou e a bola sobrou na pequena área para o artilheiro Romão, que não perdoou e fez o primeiro. No lance seguinte, ele deixou Jorginho em boas condições, mas Alex fez uma bela defesa.

O gol forçou o Comercial a se abrir. O resultado apareceu aos 20 minutos. Leandro Oliveira fez bela jogada pela esquerda e cruzou para Macena, que empurrou de cabeça. Foi o oitavo gol dele na competição – ele agora é o artilheiro isolado do time.

Mesmo com o empate, Luiz Carlos Martins mandou o time para cima. Ele tirou o meia Samuel para colocar o atacante André Mococa, mas o tiro saiu pela culatra. Aos 33, Alemão entrou na área e tocou para trás para um belo chute de Silas, indefensável para Alex.

No final da partida, o técnico Luiz Carlos Martins lamentou o resultado, mas destacou o espírito de luta do time. “Eles foram felizes em duas jogadas isoladas. Nós jogamos bem”, disse. Para o volante Acleison, o Comercial agora precisa aproveitar os dois jogos que tem em casa para se recuperar. “Vamos ficar tranquilos, com a cabeça no lugar, para buscar os resultados”, afirmou.