Publicado 09 de Abril de 2013 - 14h01

O ex-prefeito Ubirajara Roberto Mori é acusado de improbidade administrativa

Divulgação

O ex-prefeito Ubirajara Roberto Mori é acusado de improbidade administrativa

A juíza substituta da 2ª Vara Cível da Comarca de Tatuí, Bruna Acosta Alvarez, acatou denúncia do Ministério Público do Estado contra Ubirajara Roberto Mori (PMDB), ex-prefeito de Capela do Alto, cidade da região de Sorocaba.

O promotor substituto Bernardo Fajardo Lima acusa o ex-prefeito de improbidade administrativa. Ele teria beneficiado comerciantes que tiveram negócios com o governo em 2005, 2006, 2007 e 2008.

A promotoria solicita que o político devolva R$ 848,9 mil aos cofres públicos e que perca os direitos políticos por dez anos. O processo envolve mais sete pessoas, que são comerciantes na cidade, acusados de enriquecimento ilícito.

De acordo com a ação, foram adquiridos de forma irregular, por meio de cartas-convite e pregões, materiais de limpeza e produtos alimentícios para a merenda escolar de um mesmo grupo familiar, dividido em várias empresas.

Com a decisão da juíza Bruna Acosta Alvarez, tomada nesta segunda-feira (8), foram expedidos mandados de notificação para que os acusados apresentem defesa. O ex-prefeito foi procurado para se manifestar, mas não foi localizado.