Publicado 08 de Abril de 2013 - 15h19

Os hospitais de São José dos Campos e Jacareí não estão fazendo hoje atendimento de pacientes que não tem convênio médico e precisam do SUS (Sistema Único de Saúde) para casos não urgentes.

Os hospitais Pró-Visão, Pio 12, Antoninho da Rocha Marmo, Santa Casa (São José), Francisca Júlia, GAAC (Grupo de Assistência à Criança com Câncer) e São Francisco (Jacareí) aderiram a uma mobilização nacional que pretende sensibilizar a população e governantes para a situação financeira que a saúde enfrenta.

Segundo a administradora do Pró-Visão, Meire Cristina Ghilartucci, por conta da defasagem da tabela de procedimentos do SUS, os hospitais filantrópicos e Santas Casas do País acumulam juntos déficit de R$ 5 bilhões por ano.

"Hoje, a cada R$ 100 que o hospital gasta com procedimento SUS, R$ 60 são remunerados pela tabela e, os outros R$ 40 ficam por parte do prestador, ou seja, do hospital", diz Meire.

Segundo ela, os atendimentos não realizados hoje serão diluídos durante o mês. "É importante que a população veja este movimento como uma garantia de qualidade para o atendimento SUS", afirmou”.