Publicado 08 de Abril de 2013 - 21h42

Por Renata Rondini

André Heller esteve presente na manifestação para atrair apoio ao vôlei masculino de Campinas

Gustavo Tilio/Especial para AAN

André Heller esteve presente na manifestação para atrair apoio ao vôlei masculino de Campinas

Sem a certeza da continuidade do time masculino profissional de vôlei de Campinas, o técnico Marcos Pacheco, que comandou a equipe na última temporada, nos próximos dias será anunciado como o novo treinador do Sesi, de São Paulo. Com larga experiência no vôlei nacional e títulos de Superliga no currículo, Pacheco assumirá um dos três projetos mais ricos da modalidade do País.

“As negociações estão bem encaminhadas, faltam detalhes para a confirmação da contratação”, comentou Pacheco, que chegou a Campinas em junho do ano passado e tinha contrato com o time masculino por dois anos.

Para ele também foi uma surpresa o rompimento do patrocinador máster do projeto (a empresa farmacêutica Medley), o que colocou em xeque o futuro da equipe. “O mercado de vôlei é restrito e não poderia perder uma oportunidade como essa que apareceu do Sesi. Tenho a convicção que o time masculino de Campinas continuará, mas é uma pena não ter esta certeza hoje”, lamentou.

Marcos Pacheco afirma que nunca viu uma cidade ser tão receptiva ao vôlei quanto Campinas. “Fui muito bem recebido aqui, a torcida me acolheu muito bem e mesmo se minha ida para o Sesi se concretizar, minha família continuará morando em Campinas. A cidade é fantástica, a vibração nos ginásios, o quanto se respira vôlei em Campinas”, concluiu.

A direção da equipe campineira continua em busca de novos investidores. Certeza, por enquanto, é de que a Sanasa manterá seu apoio, assim como fez nas últimas três temporadas.

“Estamos confiantes de que o projeto continue, só ainda não sabemos o nível competitivo que iremos conseguir montar porque isto depende dos investimentos que conseguiremos captar”, comentou Fernando Maroni, supervisor técnico. Nesta semana, novas reuniões com empresas estão agendadas e em breve uma decisão deverá ser anunciada.

Nesta temporada que termina domingo (14/04) com a final da Superliga masculina, Campinas foi vice-campeã Paulista e chegou às quartas de final da competição nacional.

MANIFESTAÇÃO

No último sábado (06/04), um grupo de 50 pessoas se reuniu no Ginásio do Taquaral para realizar uma manifestação em busca de patrocinadores para o time masculino. Um dos cartazes que os torcedores carregavam no evento, que contou com as presenças do jogador André Heller e do ex-levantador da Seleção, Maurício (diretor técnico do time de Campinas), trazia a seguinte mensagem: “Patrocine o time e ganhe uma cidade.”

Na Superliga 2012/2013, Campinas fez 12 jogos em casa e teve uma média de público de 2 mil pessoas por jogo.

Escrito por:

Renata Rondini