Publicado 08 de Abril de 2013 - 14h29

Soluções estéticas: lanterna traseira horizontalizada

Divulgação

Soluções estéticas: lanterna traseira horizontalizada

MOTOR

Mini é máximo

Descolado: com uma fusão de estilos, o Paceman, no modelo duas portas, chama a atenção pelas formas e pelo conteúdo

21/03/2013 - 09h58

Luis César de Souza Pinto

[email protected]

Foto: Divulgação

Mini no nome e nem tanto assim no tamanho, o Paceman é o sétimo integrante da descolada família de compactos produzida na Inglaterra e que há mais de seis décadas conquista fãs pelo mundo. Nesse novo modelo de duas portas, apresentado recentemente à imprensa do continente americano, a marca funde elementos dinâmicos dos cupês compactos com a versatilidade dos fora de estrada. O resultado é um carro único, que chama a atenção pelas formas e pelo conteúdo.

O visual da dianteira, com faróis que parecem dois olhos esbugalhados, não deixa dúvida que estamos diante de um autêntico Mini. As diferenças do novo modelo começam das portas para trás: o teto foi rebaixado em 4cm para compor a arrojada traseira, as lanternas são horizontalizadas (invadindo a tampa do porta-malas e as laterais) e o para-choque é pronunciado e musculoso, próprio dos utilitários esportivos. As rodas de série são de 17 polegadas, com pneus 205/55. Caso o consumidor queira, pode optar por outras de 18 ou 19 polegadas.

Por dentro, o Paceman parece um parque de diversões, com direito ao velocímetro gigante instalado desenhado nos estúdios Disney instalado no centro do painel e cuja visão pode ser compartilhada por todos os ocupantes do carro. Diante do motorista só existe mesmo o mostrador de conta-giros. O console central em forma de trilho, que permite a fixação de acessórios originais para guardar óculos ou celular.

Como o espaço na traseira é acanhado, a Mini preferiu instalar apenas dois bancos individuais (numa solução que a marca conceituou como ‘lounge’). O porta-malas comporta 330 litros e reforça o espírito aventureiro do novo Mini Paceman. Cabem ali malas e até bike dobrável. Mérito também da tampa gigantesca que vai até metade do para-choque traseiro e facilita a movimentação da bagagem.

Pegada de kart

Para fazer bonito no asfalto, o Mini Paceman traz debaixo do capô poderoso motor de 184 cv, com transmissão automática de seis velocidades o que, segundo a marca, dá ao modelo a mesma ‘pegada de kart’ de toda a linha Mini.

O pacote de tecnologia, estilo e diversão do modelo inclui controle dinâmico de estabilidade, seis airbags, sensores de estacionamento (opcional), Bluetooth, entrada USB e auxiliar, faróis de xenon, aerofólio traseiro, volante esportivo com borboletas para acionamento do câmbio e sistema anti-furto com controle remoto por ondas de radio. O Paceman também ganha a exclusiva cor Starlight Blue.

Novidade chega aqui em maio

O novo integrante da família Mini chega ao mercado brasileiro no final de maio, na versão Cooper S com preço estimado entre R$140 mil e R$150 mil. A previsão de chegada da versão ALL4 (com tração integrada nas quatro rodas) é para o final do segundo semestre deste ano; a versão JCW, com motor de 211 hp, fica para 2014.