Publicado 09 de Abril de 2013 - 9h16

Anel Kosmos, de ônix, de Patricia Gotthilf é um dos destaques do roteiro

Divulgação

Anel Kosmos, de ônix, de Patricia Gotthilf é um dos destaques do roteiro

Ir a São Paulo para visitar museus, parques, centros culturais e de compras é pra lá de corriqueiro para quem mora em cidades próximas, como Campinas. Porém, a maior cidade brasileira tem muito mais a oferecer ao visitante do que os roteiros tradicionais. 

Foto: Karina Fiusco/AAN

A guia Flávia Liz (esq.), a designer de joias Léia Sgro (centro) e a designer de acessórios Mary Lima (dir.)

A guia Flávia Liz (esq.), a designer de joias Léia Sgro (centro) e a designer de acessórios Mary Lima (dir.)

Entre as novas possibilidades está o tour de joias. Desenvolvido pela guia Flávia Liz de Paolo, o roteiro leva o turista para conhecer artistas e ateliês onde são criadas joias exclusivas. “Busco novidades e levo meus clientes a lugares ímpares, muitas vezes fechados ao público, antecipando até soft openings e inaugurações”, explica. Muitos podem até pensar que, com a facilidade dos blogs, sites de turismo e redes sociais, seja possível pesquisar e por si só fazer passeios como esses. Negativo, uma vez que a especialista tem acesso a lugares que ela garimpou e conquistou o privilégio de compartilhar apenas com seu público.

Para participar desse tour inusitado e conhecer de perto joias produzidas na metrópole paulistana é preciso desembolsar a partir de R$ 200,00 por hora. O investimento é compensado pelo padrão de atendimento. Flávia esbanja conhecimento e fala seis idiomas (alemão, italiano, inglês, francês, espanhol e português). A atenção ao turista é exclusiva. “Os tours são extremamente personalizados. Levo no máximo três pessoas por vez e sempre que possível presenteio meus clientes com mimos que simbolizam o roteiro temático percorrido”, diz.

Anel Kosmos, de ônix, de Patricia Gotthilf é um dos destaques do roteiroA designer mostra, também, suas peças premiadas como o anel Kosmos de ônix (foto), com um brilhante preto, um branco e um quartzo transparente (representando a fachada do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, projetado por Oscar Niemeyer) que foi o vencedor do prêmio Idea Brasil 2009. Suas criações também já foram expostas nos Estados Unidos, na Alemanha, na França e na Suíça e em renomadas mostras no Brasil.

Joias para vestir

O Stúdio Filó de Luxo, no bairro de Perdizes, recentemente passou a integrar o tour de joias. A descoberta se deu após Flávia conhecer a designer de acessórios Mary Lima. Ao ver de perto suas joias e acessórios feitos com tecidos e linhas, a guia identificou um grande potencial. “Os turistas adoram lugares como este, em que é possível ver o material de trabalho do artista e adquirir peças exclusivas”, ressalta Flávia. Entre as criações de Mary está a também vencedora do prêmio Idea Brasil, na versão 2012: o colar Ninhos, feito com linha e pequenas pedras, que traz um efeito gráfico ao mais simples dos visuais e mostra que a simplicidade pode surpreender. “Eu trabalho com tecidos e linhas, que são materiais confortáveis para o corpo. A eles misturo pedras e prata, sem deixar o conforto de lado, porque minhas joias são para vestir”, explica a artista, que é piauiense, morou no Amapá e no Pará e se instalou definitivamente em São Paulo em 2009.

Na criação, ela prioriza formas, volumes e grafismos, privilegiando mais o desenho e o conceito. “Arte é o principal, moda e design acompanham”, define. Suas peças também podem ser encontradas no Museu de Arte Moderna (MAM). Porém, conhecer a artista é incomparavelmente melhor e comprova que esse roteiro é digno do sucesso que vem fazendo.

 

Para conhecer o tour de joias acesse:

www.flavializ.com