Publicado 08 de Abril de 2013 - 16h55

De acordo com o Departamento Federal de Estatísticas da Alemanha, o ano de 2012 registrou recorde de pernoites de turistas procedentes do Exterior em meios de hospedagem com mais de dez acomodações. O número alcançou os 68,8 milhões de pernoites. O dado significa um crescimento de 8% em relação ao ano anterior.

"Os mercados europeus e os países do BRIC têm desempenhado um papel importantíssimo nesse resultado para o turismo receptivo na Alemanha. Se esses mercados continuarem a desenvolver essa performance, estaremos no caminho certo para ultrapassar a marca dos 80 milhões de pernoites de visitantes estrangeiros até 2020," avalia Petra Hedorfer, CEO do Centro de Turismo Alemão. “Com isso, a Alemanha continua acima da média dos resultados global e europeu”, complementa a dirigente.

Brasileiros 

Nesse cenário, o Brasil é um dos países que vêm contribuindo para o crescimento do turismo alemão. Em 2012, o número de pernoites de brasileiros no país foi de 694,4 mil, um crescimento de 19% em relação a 2011. Para 2013, a expectativa é manter os 20% de crescimento, e as regiões mais visitadas por brasileiros são a Baviera, seguida por Berlim, Nordhein-Westfalen e Baden Wuerttemberg. Em relação às cidades, 65% dos pernoites dos brasileiros ocorreram nas chamadas Magic Cities, sendo que Berlim é a primeira na lista das preferidas, com 179,3 mil pernoites, seguida por Munique (108 mil), Frankfurt (54,6 mil ) e Colônia (22 mil.

O Brasil ocupa, também, a oitava posição entre os TOP 10 países do ranking da Global Blue, que mede o Tax Free. Assim, a Alemanha já é um dos destinos preferidos de compras dos brasileiros.

 

A cerimônia de abertura da ITB Berlim será às 18h desta terça-feira, dia 5, e contará com a chanceler Angela Merkel. Em 2012, o evento reuniu 10.644 exibidores de 187 países e atraiu 172 mil visitantes. Hoje, o Turismo representa 4,5% do PIB alemão. Ano passado, turistas alemães injetaram 278,3 bilhões de euros aos cofres do país e os visitantes estrangeiros, 36,6 bilhões de euros (13%). A indústria turística alemã emprega 4,9 milhões de pessoas direta ou indiretamente, o que representa 12% de todos os trabalhadores na Alemanha.

 

Turismo Jovem - Durante a ITB, a DZT também divulgará os resultados de uma pesquisa inédita realizada via Facebook com mais de 100 mil jovens alemães. O levantamento, feito em parceria com a operadora RUF e a rede de Hotéis e Albergues A&O, apurou quais são, na opinião juvenil, os principais “hotspots” do país europeu.

Os “hotspots” selecionados serão apresentados, inicialmente, em um mapa em formato dobrável. Num próximo passo, serão colocados à disposição em um mapa interativo no site www.germany.travel/jugendliche. Visitantes estrangeiros terão, assim, a possibilidade de se informar virtualmente com jovens alemães sobre as atrações e os locais preferidos deles antes de viajar. O mapa interativo poderá ser ampliado com conteúdos linkados a vídeos do YouTube e a comentários do Twitter e do Facebook.

 

 

Sobre a DZT

O Centro de Turismo Alemão (DZT) é o portal nacional do turismo na Alemanha, com sede em Frankfurt am Main. Ela representa a Alemanha como país turístico em nome do Ministério da Economia e Tecnologia (BMWi), que a apoia conforme uma resolução do Parlamento Federal alemão. A DZT desenvolve e comunica estratégias e produtos para ampliar no exterior a imagem positiva dos destinos turísticos alemães e para promover o turismo na Alemanha. Para isso, ela mantém 30 representações nacionais em todo o mundo. Mais informações encontram-se no centro de imprensa do nosso portal www.germany.travel/presse.