Publicado 05 de Abril de 2013 - 21h32

Colunista Guto Silveira

Divulgação

Colunista Guto Silveira

O juiz Márcio Pelliciotti Violante, da 293ª Zona Eleitoral, responsável por Guatapará, publicou um edital para convocar dez condenados pela Justiça Eleitoral ao cumprimento da sentença. Os dez foram condenados por transferirem seus domicílios eleitorais para Guatapará com o compromisso de votarem em Ailton Pires, que foi candidato a vereador em 2008 e obteve 30 votos. Na verdade foram 14 os condenados, mas dez encontram-se em “lugar incerto e não sabido”, por isso o edital foi publicado, com a data de audiência, no dia 7 de maio às 13h30. Eles foram condenados a um ano de prisão, mas tiveram as penas convertidas em prestação de serviços à comunidade, pelo mesmo prazo. Ainda não houve recurso da sentença. Além de convocar para a audiência e para pagamento de multa, no o juiz também determinou que os sentenciados devem permanecer em suas residência no período noturno, a partir das 20h, dela saindo de manhã para trabalhar, assim como nos domingos e feriados, não se ausentar da cidade em que reside, sem prévia autorização judicial e comparecer mensalmente em Juízo, para informar e justificar suas atividades.

SAÚDE DOENTE

Depois de três sessões ausente do Legislativo, o vereador Samuel Zanferdini (PMDB) voltou com a língua afiada. Na sessão de quinta-feira (4) criticou o Daerp por não responder a requerimentos enviados e atacou a secretaria da Saúde, dizendo que o problema da dengue não é dos agentes de vetores, mas de gestão, já que a Prefeitura nem consegue contratar uma empresa para a limpeza dos rios. “Da forma como está, o mosquito da dengue tem em Ribeirão um SPA 5 estrelas”, afirmou.

GABINETE EXTERNO

O vereador Rodrigo Simões (PP) leva atendimento à população, neste sábado (6), à Avenida Barão do Bananal, 492. São ações de seu gabinete itinerante. Segundo ele, serão oferecidos vários serviços e orientações notadamente na área de direito e contábil, por meio de parcerias com advogados e contabilistas. No dia 20 de abril a ação será repetida na Vila Virgínia.

EXTRAORDINÁRIA

Os vereadores de Ribeirão Preto analisam, em sessão extraordinária na próxima terça-feira, a emenda à Lei Orgânica do Município que proíbe a realização se sessões legislativas extraordinárias na última semana de Dezembro. De acordo com a emenda proposta por Marcos Papa (PV), tais sessões não devem ser realizadas entre 24 e 31 de dezembro, exceto se o projeto servir para a transferência de recursos para a cidade.

ESCOLA DO FUTURO

Depois de ficar esquecido por três mandatos –Antonio Palocci/Gilberto Maggioni, Welson Gasparini e Dárcy Vera- o projeto Escola do Futuro, que teve lei aprovada em 1998, deve voltar neste ano com novo nome e modificações. Agora com nome de Cairós, o projeto exigirá que os alunos leiam livros e façam uma resenha. Os autores dos cinco melhores trabalhos irão para o Chile, onde ficarão de 11 a 18 de outubro.

OUTRAS VIAGENS

Autor da lei Escola do Futuro, o presidente da Câmara, Cícero Gomes da Silva (PMDB), lembrou da oportunidade dada a vários alunos durante o governo de Luiz Roberto Jábali (1997-2000) quando eles foram levados para cidades históricas de Minas Gerais, no ano seguinte outros contemplados foram à Argentina. A terceira e mais longa viagem foi a Portugal. “Tenho certeza que a grande maioria daqueles alunos não teriam condições de conhecer uma parte da Europa”, disse Cícero.