Publicado 09 de Abril de 2013 - 18h10

Combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, será maior

Divulgação

Combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, será maior

Até a manhã desta terça-feira (9), São Vicente já registrou 542 casos de Dengue. Outras 1.008 pessoas estão aguardando resultado dos exames. Número que pode aumentar então para cerca de 1,5 mil pessoas de acordo com informações da Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Saúde. Existe também a suspeita de uma morte pela doença.

No sábado (6), a operadora de caixa Jéssica Jesus de Lira, morreu na Cidade com suspeita de dengue hemorrágica, mas isso só será confirmado após o laudo do Instituto Adolfo Lutz.

A Cidade está em estado de epidemia desde o final de março, depois que o Município atingiu 350 ocorrências confirmadas, e iniciou nesta segunda-feira (8) o serviço de nebulização nos bairros que apontam o maior índice de casos de Dengue. Popularmente conhecido como “fumacê”, a iniciativa é mais um reforço para o combate ao mosquito na Cidade.

O primeiro bairro a ser visitado é a Vila Margarida, que registra 38 casos confirmados da doença. Em seguida, o trabalho deve ser executado no Parque das Bandeiras (Área Continental) e Jóquei Clube, que apontam, até agora, a confirmação de 37 e 35 casos, respectivamente.