Publicado 09 de Abril de 2013 - 11h14

Por France Press

Um saudita condenado por causar a morte de três pessoas numa colisão de carros foi decapitado com uma espada nesta terça-feira (9) em Hael, norte da Arábia Saudita, anunciou o ministério do Interior.

Desde o começo do ano, o reino wahabita executou 31 pessoas, segundo contagem da AFP.

Em 2012, foram decapitados 76 réus.

O estupro, o assassinato, a apostasia, o roubo a mão armada e o tráfico de drogas são passíveis de pena capital na Arábia Saudita, onde é aplicada uma interpretação rígida da sharia (lei islâmica).

Escrito por:

France Press