Publicado 09 de Abril de 2013 - 10h58

Por France Press

O ministério da Justiça nomeou a primeira mulher saudita a atuar como advogada, o que abre caminho para outras profissionais desse setor no reino ultraconservador, anunciou nesta terça-feira à AFP um militante dos direitos humano.

Até agora, as sauditas diplomadas podiam trabalhar em firmas de advogados, mas não tinham autorização para atuar em ante tribunais.

O militante Walid Abul Jeir informou ainda que a partir de agora a advogada nomeada poerá abrir seu próprio escritório, depois de ter atuado por três anos em uma firma jurídica.

Escrito por:

France Press