Publicado 08 de Abril de 2013 - 13h11

Por France Press

A ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, falecida nesta segunda-feira aos 87 anos, morreu impune, sem ser julgada, afirmou à AFP Mario Volpe, líder dos veteranos da guerra nas ilhas Malvinas entre Argentina e a Grã-Bretanha em 1982.

"Thatcher morreu impune, sem ser julgada, não vai ser lembrada como alguém que tenha contribuído para a paz", afirmou Volpe, presidente do Centro de Ex-combatentes das Malvinas.

Volpe disse ainda que a 'Dama de Hierro' teve a oportunidade de frear a Guerra das Malvinas, mas que a decisão de afundar o cruzador argentino General Belgrano, que se encontrava fora da zona de exclusão estabelecida por Londres, intensificou o conflito bélico.

O ataque ao navio da marinha argentina, em 2 de maio de 1982, deixou 323 mortos, de um total de 649 argentinos que morreram no conflito que durou 74 dias, enquanto que as vítimas britânicas foram 255.

Escrito por:

France Press