Publicado 07 de Abril de 2013 - 13h08

Por France Press

Um bombardeio da Otan, sábado (6), na região leste do Afeganistão matou 10 crianças, informaram neste domingo as autoridades afegãs.

Procurado pela AFP, um porta-voz da Otan apresentou uma versão diferente e disse que "até 10 mulheres e crianças ficaram feridas, mas não morreram" na operação, na instável província de Kunar.

O bombardeio aconteceu durante intensos combates entre insurgentes talibãs e as tropas afegãs e americanas, afirmaram diversas fontes à AFP.

"Antes do bombardeio, um americano morreu e quatro membros das forças de segurança afegãs ficaram feridos em um ataque dos insurgentes", afirmou Wasifullah Wasifi, porta-voz do governo provincial de Kunar.

A morte de um civil americano no leste do Afeganistão foi anunciada no sábado pelas forças americanas em um comunicado. O porta-voz da Força da Otan no país (Isaf) confirmou à AFP que era o mesmo incidente.

"Recebíamos disparos de várias casas da região. Um americano morreu e alguns de nossos homens ficaram feridos. A força da coalizão respondeu com um bombardeio", afirmou uma fonte afegã.

"Não sabíamos que havia mulheres e crianças na casa. Os talibãs os utilizaram como escudos", completou a fonte, que pediu anonimato.

De acordo com Abdul Zahir, governador do distrito de Shigal, onde aconteceram os combates, os moradores levaram 10 corpos de crianças a Asad Abad, capital de Kunar, e seis mulheres foram atendidas no hospital provincial.

Sayed Rahman, secretário de Segurança de Shigal, disse que o bombardeio também matou uma mulher.

Abdulqahar Balkhi, porta-voz dos talibãs, lamentou no Twitter a morte de "22 civis inocentes convertidos em mártires em um bombardeio dos terroristas americanos e da Otan", incluindo "15 membros da mesma família".

Os talibãs têm por hábito exagerar o número de vítimas civis em operações da coalizão, enquanto as tropas estrangeiras tendem a divulgar balanços muito reduzidos.

Escrito por:

France Press