Publicado 05 de Abril de 2013 - 8h11

Por France Press

A Coreia do Norte sugeriu a Rússia que "considere" desocupar sua embaixada em Pyongyang, em um clima de extrema tensão na península coreana, afirmou nesta sexta-feira (5) uma fonte diplomática russa.

"Um representante do ministério norte-coreano das Relações Exteriores propôs à parte russa que analise o tema da saída dos funcionários da embaixada russa", afirmou o porta-voz desta representação diplomática, Denis Samsonov, citado pelas agências russas.

O diplomata acrescentou que a Rússia recebeu a sugestão "assim como outras embaixadas em Pyongyang ante o agravamento da situação na península coreana".

"A Rússia tomou nota da proposta e, no momento, estamos na fase da tomada de decisões", disse Samsonov.

"Não acontece nada extraordinário, a embaixada trabalha como de costume", completou.

"Posso garantir que a situação neste momento é de absoluta calma em Pyongyang. Não se observa tensão de nenhum tipo. É um dia de feriado que não pressagia nada extraordinário", afirmou o diplomata.

A Coreia do Norte transportou um segundo míssil de médio alcance para sua costa oriental e o instalou em um lança-mísseis móvel, informou a agência sul-coreana Yonhap, o que aumenta o temor de um disparo iminente que agravaria a situação já explosiva.

Pyongyang multiplica as ameaças de ataque há várias semanas em resposta à nova série de sanções da ONU depois de um teste nuclear em fevereiro.

Escrito por:

France Press