Publicado 08 de Abril de 2013 - 17h17

Por Agência Anhanguera de Notícias

Polícia de Campinas chegou até o nome de Masferrer por meio de denúncias anônimas

Thiago Fonseca/ RAC

Polícia de Campinas chegou até o nome de Masferrer por meio de denúncias anônimas

A Polícia de Campinas decretou a prisão preventiva de Klayner Penan Sousa Masferrer, que está foragido. Masferrer é suspeito de ter matado o empresário Romário de Freitas Borges, de 76 anos, em 20 de março na Vila Castelo Branco. Borges foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) e assassinado em frente ao neto.

Morador de Bebedouro, Borges estava em Campinas para assinar o contrato de aluguel de um imóvel para o neto, que passou no vestibular de Odontologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas).

A imprensa bebedourense divulgou o fato, destacando que Borges, morador ilustre da cidade, entrou para a estatística de violência que assola Campinas.

A polícia de Campinas chegou até o nome de Masferrer por meio de denúncias anônimas. O suspeito teria, ainda, esquecido objetos pessoais no local do crime.

Luto

O empresário era dono do Hotel Rio Branco e seus funcionários ficaram abalados com a notícia.

O corpo foi velado na Igreja Batista de Bebedouro e enterrado no cemitério São João Batista. Uma multidão acompanhou o sepultamento.

Com informações da repórter Luciana Félix, da AAN  

Escrito por:

Agência Anhanguera de Notícias