Publicado 08 de Abril de 2013 - 10h49

Por Correio.com

Imagem aérea do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas

Cedoc/RAC

Imagem aérea do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas

Um estudo realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), considerou lento o tempo de liberação de cargas no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas. O levantamento apontou que demora até 101 horas para autorizar a liberação das cargas. 

O tempo médio de liberação de cargas em 2012 foi de 175h, pouco mais de uma semana. Foram avaliados os aeroportos de Guarulhos, Campinas, Galeão/Tom Jobim, Porto Alegre e Manaus. O tempo foi calculado do recebimento da carga até a sua efetiva entrega em horas corridas. 

O levantamento comparou os aeroportos do Brasil aos terminais de Shanghai, Heathrow e nos Estados Unidos, onde o tempo para liberação de cargas acontece em quatro horas após sua chegada. Além do terminal na Inglaterra - o mais lento dos aeroportos internacionais analisados – o processo de despacho demora oito horas. 

O aeroporto de Campinas, apesar de mostrar lentidão no serviço, está entre os melhores do país, levando cinco dias para liberar as cargas. No estudo divulgado na última semana, Viracopos é o mais ágil do país, mas em comparação com terminais internacionais, ele leva até 97 horas a mais no serviço de despacho. 

Serviço 24h  

A solução para o problema nos aeroportos do país, de acordo com o estudo da Firjan, seria o funcionamento dos órgãos anuentes 24 horas. Atualmente os órgãos funcionam apenas nos dias úteis e em horário comercial, ao contrario dos principais aeroportos do mundo. 

De acordo com a nota divulgada, a  maioria dos países investe em facilidades logísticas e burocráticas para garantir a competitividade, e entre elas está o funcionamento 24 horas, inclusive nos finais de semana e feriados. 

O Aeroporto Internacional de Viracopos atualmente é o segundo maior aeroporto de carga do Brasil, sendo responsável por movimentar 32% do total da carga aérea transportada no país. Segundo a concessionaria Aeroportos Brasil, cerca de 500 toneladas de cargas são movimentadas por dia, em Campinas. 

A Firjan destaca na pesquisa que existe nos aeroportos brasileiros estruturas para o funcionamento 24 horas dos órgãos anuentes nos terminais, conforme os artigos 29 e 30 da Lei nº 5.025/66, no artigo 36 do Decreto-Lei nº 37/1966 e no artigo 16 do Decreto nº 6.759/2009. 

 

Escrito por:

Correio.com