Publicado 07 de Abril de 2013 - 11h44

A polícia de Ribeirão Preto apreendeu pelo menos 66 trouxinhas de maconha e 250 cápsulas de cocaína em bairros diferentes de Ribeirão Preto na noite deste sábado (6). Ainda foram apreendidas balanças para peso da droga, pedras de crack e frascos de lança-perfume.

As autoridades acreditam que a grande quantidade de apreensões ocorra por conta do Carnabeirão, micareta que começou na última sexta-feira (5) e termina neste domingo na cidade.

O primeiro caso foi registrado por volta das 19h na Avenida Maestro Herve Clodovil, no Marincek, Zona Norte da cidade. Lá, a PM, em patrulhamento, encontrou Stailon Henrique de Oliveira, 20 anos, vendendo droga para o motorista de um carro.

Os policiais se aproximaram e Oliveira tentou fugir, mas foi capturado com 16 trouxinhas de maconha, três pedras de crack e 21 cápsulas de cocaína, mais R$ 63 em dinheiro. Ele foi preso em flagrante e encaminhado ao CDP (Centro de Detenção Provisória).

Por volta da meia-noite, no Simioni, a PM prendeu Sueli Martins Siqueira, 41 anos, após denúncia anônima. Com ela foram encontrados uma balança de precisão, cerca de 2,5 mil cápsulas de plástico vazias, dois tijolos de cocaína, 26 trouxinhas de maconha e mais 222 cápsulas com cocaína, além de três pedras de crack. Ela também foi presa e encaminhada à Cadeia Feminina de Cajuru.

O último caso registrado foi à 1h, no Parque dos Pinus, também na Zona Norte. A PM deteve Wender Eduardo Rodrigues Nascimento, 18, Jéssica Olímpio, 18 e o menor B.M.A., 17.

A polícia chegou ao local após denúncia anônima e, quando os três avistaram a viatura, fugiram e jogaram a droga na garagem da casa de Manoel William Vicente, 24, onde foram encontrados 41 papelotes de maconha, uma balança, rolos de plástico filme e R$ 310 em dinheiro. Quando os soldados saíram da casa, perceberam que Vicente havia fugido.

Com Eduardo, Jéssica e o menor foram apreendidos seis papelotes de maconha e nove cápsulas de cocaína, além de R$ 1.386 em dinheiro, que os jovens disseram ter obtido com a venda de uma bicicleta. Eles foram levados à delegacia e liberados. Manoel William Vicente segue foragido.