Publicado 05 de Abril de 2013 - 10h32

Movimento da UBDS Distrital Norte, no Quintino: aumento de até 43% na demanda em março

Sérgio Masson/Gazeta de Ribeirão

Movimento da UBDS Distrital Norte, no Quintino: aumento de até 43% na demanda em março

A Secretaria de Saúde de Ribeirão Preto vai contratar médicos em caráter emergencial – sem realização de concurso – para suprir o aumento da demanda por atendimentos nas unidades de Pronto Atendimento da cidade nos últimos meses.

Segundo a secretaria, as cinco UBDSs registram aumento de pacientes de 43% no mês de março, em relação aos meses de janeiro e fevereiro. “Em janeiro e fevereiro essas unidades atenderam em média 60 mil pessoas. Em março esse número saltou para 86 mil”, disse o secretário, Stênio Miranda.

O maior motivo do aumento seria a ocorrência de suspeitas de dengue – nos dois primeiros meses do ano, foram confirmados 1.043 casos, contra 367 em todo o ano passado. Mas há também um alto número de ocorrências de problemas respiratórios em crianças menores de cinco anos.

Segundo Miranda, a contratação dos médicos será feita pela Fundação Santa Lydia. O secretário diz que será necessário suprir, em média, 44 horas semanais nas unidades. “O número de médicos que serão contratados vai depender dos profissionais que se apresentarem à fundação. Mas acreditamos que sejam necessários pelo menos 30 profissionais”, afirmou Stênio Miranda.

MAIS MÉDICOS

Além da contratação emergencial, a Prefeitura também realiza concurso público para a contratação de médicos. As inscrições terminaram no final de março e as provas serão realizadas em maio. Ao todo serão 25 vagas para clínico-geral, pediatra, psiquiatra, emergencialista e médico de estratégia da saúde da família. Também serão contratados assistentes sociais, veterinário e técnicos em enfermagem.

“A contratação emergencial é necessária por conta desse aumento repentino da demanda, mas também para, a médio e longo prazo, trazer equilíbrio a um sistema que sempre sofreu com a falta de profissionais”, disse Miranda.