Publicado 11 de Novembro de 2012 - 14h27

Por Agência Estado

Muricy Ramalho evitou lamentar a derrota do Santos para o lanterna Atlético-GO, na noite de sábado. Para o treinador, seu time ficou devendo, principalmente no segundo tempo, e "não mereceu sorte melhor" no placar final.

"Acho que em um todo, o Santos jogou bem, até tomar o gol de empate. Depois, paramos no campo. Não merecíamos melhor sorte. Não no segundo tempo", avaliou o treinador, em entrevista à Sportv.

Ao contrário das últimas rodadas, Muricy minimizou a influência da arbitragem no resultado da partida. "É difícil falar de arbitragem, porque senão a gente põe toda a culpa neles", disse o técnico, que só lembrou de um lance, envolvendo o jovem Victor Andrade.

"Aquela [entrada] no Victor Andrade foi perigosa, poderia ter machucado o menino. O rapaz entrou forte. Ainda bem que ele subiu um pouquinho e só o pegou no alto", declarou.

 

Mesmo contido, o atacante Neymar também cutucou a arbitragem do duelo, ao citar faltas sofridas fora do lance. "Tomar chute na cabeça, pontapé... Essas coisas não podemos aturar. Temos de ver isso", reclamou.

Escrito por:

Agência Estado