Publicado 05 de Novembro de 2012 - 14h32

Por Carlos Rodrigues

Portão que dá acesso ao gramado do Brinco ficou fechado o tempo todo

Dominique Torquato/AAN

Portão que dá acesso ao gramado do Brinco ficou fechado o tempo todo

O técnico Vilson Tadei resolveu apostar no mistério como arma para fazer o Guarani vencer o ASA, nesta terça-feira (6), no Estádio Brinco de Ouro. Em crise e há dez rodadas sem vencer, o Bugre precisa de um resultado positivo para não ver a distância para a zona de rebaixamento – atualmente em quatro pontos – cair ainda mais. Por isso, o comandante bugrino fechou totalmente o último treino da equipe, na manhã desta segunda-feira (5). Nem mesmo o aquecimento dos atletas pôde ser filmado ou acompanhado pela imprensa.

 

Tadei confirma que o time terá mudanças e revela que o mistério serve para surpreender o adversário. “Fizemos um treino tático, umas colocações em função de algumas mudanças que tivemos que fazer. Queremos preservar para não dar chance para o adversário saber o que temos em mãos”, explica.

 

Duas mudanças em relação ao time que perdeu para o Guaratinguetá são certas. Fernando e Kleiton Domingues, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, são desfalques. Na zaga, Rodrigo Arroz fica com a vaga. A principal dúvida é no meio. O substituto natural seria Rafael Costa, mas Fabrício, que agradou no último jogo, pode pintar no time. Assim, a provável equipe titular tem Emerson; Oziel, Rodrigo Arroz, Neto e Bruno Recife; Lusmar, Fábio Bahia, Fabrício (Rafael Costa), Danilo Sacramento e Fumagalli; Schwenck.

Escrito por:

Carlos Rodrigues