Publicado 11 de Novembro de 2012 - 9h05

Violência

Ricardo Vicentin

Funcionário público, Campinas

O caos que o Brasil vive hoje na segurança pública vem atingindo proporções incontroláveis e inaceitáveis. É fato que o que se quer do povo é que ele continue ignorante e inseguro, renegando-lhe saúde, educação e segurança garantidos a todos na Constituição. Diariamente vemos famílias destruídas, mas não vemos nenhum familiar de deputado ou senador sendo morto ou sequestrado e isso acontece porque eles vivem em outro Brasil, um Brasil que a eles dá o direito a plano de saúde vitalício e internacional para a família toda, segurança e imunidade parlamentar que garantem a todos os “bandidos de colarinho” a tão famosa impunidade.

 

Piracicaba

Paulo Neves

Autônomo, Campinas

Assistimos há dias uma verdadeira afronta à democracia e à Constituição de nosso País: o presidente da Câmara dos Vereadores da cidade de Piracicaba expulsando um cidadão por este se recusar a se levantar durante a leitura da, pasmem, Bíblia Sagrada. Oras, desde quando a Bíblia ou sua leitura representam algum símbolo nacional? Se o presidente da Câmara é evangélico, católico ou de que uma religião qualquer, deveria antes se lembrar que vivemos em um País democrático cuja Constituição dá a todo cidadão o direito à liberdade religiosa. Agindo como agiu, feriu a Constituição brasileira sendo portanto apto a ser processado (...). Sugiro que algum advogado se ofereça e defenda esse cidadão, movendo um processo por danos morais contra o presidente da Câmara. Talvez desta forma ele pense antes de tomar decisões ditatoriais. Nosso País não é uma teocracia.

 

Dentaduras

Marilia Darci Pimentel

Secretária, Campinas

Muito brevemente Campinas será uma cidade de desdentados, pois o preço cobrado pelos dentistas é de arrepiar, cada um cobra o que quer. Um tratamento de canal fica mais de R$ 1 mil, uma limpeza, R$ 500,00. Quem pode tratar dos dentes com esses preços? Só resta colocar dentaduras.

 

Obama 1

Nelson Travnik

Astrônomo, Campinas

O mundo suspirou aliviado com a vitória de Barack Obama. Pesquisas divulgadas mostram que ele venceria em 92 países, menos 1: Israel. Mitt Romney, segundo o jornalista Jabor (C.P. 6/11), “é o delfim da pior face da América, forjado na velha religião do século 17, falando nas forças do mal, que é ele mesmo por trás de um racismo sutil, além da cor da pele. Finge ser uma evolução dos símios mas é macaco também”. Junto a B. Netanyahu, seu amigo de trinta anos, é outro Bush que não hesitaria em apoiar um ataque às usinas nucleares do Irã. Sob o manto do petróleo, o envolvimento de outros países poderá desencadear uma reação em cadeia num cenário apocalíptico, passível de contaminar a atmosfera e cair radioatividade sobre nossas cabeças. Os americanos como diz Jabor, “estão cansados de ver seus meninos mortos voltando do mundo árabe embrulhados como sanduíches sob um inferno de cânticos evangélicos e música country”.

 

Obama 2

Eduardo Issa

Eng. agrônomo, Campinas

Felizmente Obama venceu as eleições nos Estados Unidos e o mundo pode respirar aliviado. Mit Romney prometia mais guerra e sufocar a América Latina, inclusive o Brasil. Seria a volta do “big stick”, como se o mundo de hoje, ainda, permitisse isso. Que Deus ilumine Obama, como tem feito até agora.

 

Ciclo da vida

Walter Aprile

Aposentado, Campinas

Que sensação mais linda. (...) Quando saio de casa, a menos de 50 metros, vejo essa centenária figueira com suas folhas verdes brilhantes, o sol infiltrando entre elas. Noutro lado da rua vejo um lindo ipê todo florido, fiquei encantado, lembrando quando o plantei e que com todo carinho acompanhei seu desenvolvimento até ele tomar ares de árvore — esse está na Rua Conceição quase esquina com a Rua Maria Monteiro. Sigo por esta, abaixo uma quadra, esquina com a Rua General Osório, onde hoje tem um restaurante, bem em frente, uma frondosa árvore, embaixo aproveitando sua sombra, mesas e cadeiras. Vendo tudo isso pensei: que gratificante saber que fui eu quem as plantou. Fiquei filosofando: dizem que o homem deve plantar uma árvore, plantei. Deve ter um filho, tive duas. Deve escrever um livro, escrevi. Isso é o ciclo da vida. Obrigado, Senhor!

 

Correio

Lazaro de Souza

Aposentado, Campinas

Vale a pena ser leitor do jornal Correio Popular. Um veículo de liderança em comunicação com o compromisso de oferecer sempre o melhor ao povo da região. Para chegar a esse sucesso, a empresa não investe apenas em tecnologia e equipamentos modernos, mas também em mão de obra especializada, além de manter um espaço onde pessoas comuns como eu, possam expressar suas opiniões. Na plenitude de sua forma proporcionou um forte apoio em todos os segmentos empresariais, e dando ênfase à mídia que cresceu em direção ao progresso. Quem ganhou com isso foi o mercado que hoje conta com a força de uma grande rede de comunicação no setor de jornalismo campineiro.

 

Enigma

Eliana França Leme

Psicóloga, São Paulo

O Brasil convive perseguido há anos com dois crimes até hoje insepultos que nos assombram: o primeiro, volta e meia vem à tona no imaginário do povo: "quem matou Odete Roitman?". O segundo, este real, e por isso muito mais assustador, por se tratar de crime envolvendo gente da República é: “quem matou Celso Daniel e por quê?”. Para o primeiro, o não desvelamento é divertido por tratar-se de uma ficção, deixando na mão do espectador a conclusão que mais lhe agrade. Mas o segundo caso é coisa séria e não cabe ao povo decifrar o enigma, mas sim às instâncias competentes e a demora na solução completa do caso traz aquela sensação desconfortável e amedrontadora de que um crime desses possa permanecer envolto em meio ao mistério. (...)

 

Violência

Rui José Junqueira

Estoquista, Campinas

É assustador o clima de violência que se instalou na Grande São Paulo. Bem, não só na Grande São Paulo, mas em todas as grandes cidades do nosso Brasil. E já está faltando “hidrante” para combater tanto foco dessa arrasadora violência. E isso tudo que estamos vivendo devemos a tantos políticos corruptos, que com seguidos desvios de verbas, e voltados somente para seu “jogo político”, criaram esse triste quadro. O resultado do placar não poderia ser outro: descaso com a saúde 6, fome O, descaso com a educação 6, fome 0, violência 10, fome 0. A cidadania está perdendo e de goleada. Uma só bandeira não resiste a tanto descaso. Mas como nós somos também conhecidos por ser um povo não só do futebol, mas também um povo que tem fé, um grande povo cristão, rezemos, e muito.

 

Eleições

Wesley Álvaro Monteiro Aguiar

Servidor estadual, Campinas

A exemplo do leitor Jeferson Rodrigues de Faria, Correio do Leitor de 7/11, também gostaria de parabenizar os 721 candidatos a vereador que participaram do último pleito em busca de uma cadeira no Poder Legislativo campineiro. Só aqueles que passaram pelo crivo da Justiça Eleitoral e de seus eleitores sabem, como nós, verdadeiramente, o que move os candidatos a tentarem tornar-se mandatários populares, servindo à população em seu todo. Mesmo sem conseguirmos pela segunda vez alcançar nosso sonho, continuaremos a servir ao povo de Campinas (…).