Publicado 08 de Novembro de 2012 - 12h37

Jonas 1

Carlos Mercadante

Adm. de empresas, Campinas

Conforme nota publicada no Correio Popular na semana passada, o futuro prefeito de Campinas, sr. Jonas Donizette Ferreira, está pensando em colocar pessoas que não se elegeram para ocupar cargos na Prefeitura e sub-prefeituras dos distritos. Gostaríamos de deixar registrado que a maioria dos moradores de Sousas e Joaquim Egídio (A.M.A.J.E.-Associação de Moradores e Amigos de Joaquim Egídio) demonstraram a sua insatisfação através de relatos feitos em redes sociais que não quiseram, não elegeram e continuam não querendo estas pessoas em cargos públicos. Pedimos ao futuro prefeito para que observe o desejo dos moradores e eleitores dos distritos para que os futuros sub-prefeitos sejam pessoas a quem a população local eleja para o cargo e não pessoas que sejam apadrinhadas porque foram cabos eleitorais atuantes ou pessoas que lhes prestaram serviços durante a campanha eleitoral. (…)

Jonas 2

José Alves Neves

Aposentado, Campinas

Gostaria que o pessoal desse um tempo para Jonas, deixar ele escolher seu secretariado. Nada de pressão de ninguém e nem mesmo de partidos.

Jonas 3

Bi Rodrigues

Diretor de TV, Campinas

Estou muito feliz com a eleição do meu amigo Jonas. Na Bíblia, por ter desobedecido Deus, Jonas é engolido por uma baleia, mas é devolvido 3 dias depois. Tenho certeza que o Jonas não se deixará engolir pelos tubarões pois, ao contrário da Bíblia, os tubarões que rondam as prefeituras engolem suas vítimas e não devolvem mais. Confio em você, Jonas. (...)

Jonas 4

Carlos Augusto Coppola

Aposentado, Campinas

Jonas, você venceu graças a seus méritos e antecedentes limpos. Sua capacidade em ouvir e dialogar com nossos munícipes o conduziram a vitória incontestável. Sua administração deverá ser calcada na escolha de um secretariado ativo e responsável, além da mudança da cultura dos servidores municipais. Vamos reerguer Campinas tão abandonada e esquecida em inúmeros setores

pelas administrações anteriores. Campinas espera um prefeito que trabalhe pela nossa terra, dia e noite, nas soluções emergenciais dos nossos problemas. Enfim, você é a esperança dos nossos conterrâneos, orgulhosos de Campinas de outrora e não a Campinas tão castigada por administrações fraudulentas e inescrupulosas.

PT 1

Aline Cristina Pavia

Farmacêutica, Campinas

Só não vê quem não quer: o PT foi o partido mais votado em eleições municipais em tempos democráticos (18 milhões de votos). É o que vai governar o maior número de eleitores: 48,6 milhões de pessoas. É o que vai administrar o maior orçamento municipal (quase R$ 77 bilhões). É o partido que vai comandar 6 das 7 maiores cidades de São Paulo e que derrotou o PSDB em antigos redutos, como Bragança Paulista, Jundiaí e São José dos Campos. Perdeu em Belo Horizonte, mas cresceu 14% no interior de Minas Gerais. (…) A infantilidade dos argumentos que tentam criminalizar o partido campeão de votos em 2012, bem como a tentativa de negação do fracasso do “imprensalão” na mídia, é tão evidente quanto risível. (...) Até quando as carpideiras de FHC seguirão com seu “chororô midiático”, que já dura uns bons 10 anos? PT saudações!

PT 2

Miguel Magalhães Neto

Comerciante, Campinas

(...) Disseram no Correio de 4/11 que a derrota de Marcio foi porque falaram mal do Jonas no segundo turno. Não foi por isso não. Sabe o que derrotou o Marcio (PT)? Foi a má administração de Izalene e Demétrio Villagra, junto com dr. Helio. Isso derrubou o Marcio no segundo turno.

PT 3

Wagner Paranhos

Microempresário, Campinas

O PT mostra mais uma vez estar envolvido até o pescoço com a onda de corrupção que assola o Brasil ao encerrar precocemente a CPMI do “bicheiro” Carlinhos Cachoeira. Durante o julgamento do Mensalão, ficou claro para todos que seria impossível que o ex-presidente Lula não soubesse de nada. É necessário responsabilizá-lo. A imprensa precisa denunciar, o Judiciário tem que punir. A nação brasileira, na sua “cultura”, precisa se livrar do estigma que representa o tipo psicológico malandro, que “gosta de levar vantagem em tudo”. Só assim poderá tornar-se, realmente, um país do Primeiro Mundo.

PT 4

Sebastião Gomes do Nascimento

Servidor público, Sumaré

O professor de espanhol, o engenheiro civil e o corretor, (...), deveriam saber que o PT foi o partido mais votado do Brasil. Sai das eleições de 2012 muito maior. O povo não é bobo e votou em quem resolveu os problemas crônicos do Brasil. O candidato Marcio Pochmann deu um show, é um craque. Será uma estrela em Campinas e terá sua vez, aguardem.

Ficha limpa

Marília S. Serafim

Educadora aposentada, Campinas

Parabéns aos responsáveis pela propaganda “Ficha Limpa” exibida nos canais de televisão que chegam em nossos lares, contando com emocionante apresentação do Hino Nacional Brasileiro. Dessa maneira, além de aula de cidadania, quem não conhece a letra do nosso hino tem a oportunidade de aprendê-la e, aqueles que a conhecem, podem valorizá-la ainda mais, estimulando o patriotismo, palavra pouco lembrada nos tempos atuais.

Transparência

Alberto Buscaglione

Economista, Campinas

Afinal de contas, quem paga os funcionários públicos? É uma empresa particular ou são os cidadãos da cidade? Por que não divulgar quem recebe, o quanto recebe na função pública? No fundo, até parece que quem teme é por algum motivo. Não me venham com essa história de sequestro (…) porque a isso estamos todos sujeitos. Afinal, cadê a famosa transparência? Lamentável a decisão da Prefeitura caso concretize a não divulgação das informações. Espero que o novo prefeito consiga fazer um trabalho bem melhor nessa área. (...)

Radar móvel

Emanuel Madruga

Adm. de empresas, Campinas

O radar móvel está proibido em Campinas. Decisão sensata e justa. Acontece, que isso deveria ser estendido para todo o Brasil, principalmente no Estado de SP, uma vez que armam verdadeiras “arapucas” para flagrar motoristas que durante a semana estão viajando a trabalho por todo o Interior do Estado. Se não bastasse pagar licenciamento e IPVA anualmente, e termos que desembolsar uma fortuna para ir por exemplo a Ribeirão Preto (por apenas 238 quilômetros de extensão), ainda ficamos reféns dessa indústria da multa que não para de crescer no Estado. (...) Políticos de plantão, ninguém consegue enxergar tais atrocidades?