Publicado 30 de Novembro de 2012 - 5h00

Guarani

Wilson Guaraldo

Comerciante, Campinas

GFC — Guarani Futebol Clube, ou a melhor tradução para os dias de hoje seria: GFC — Grande Falência Campineira. Apesar da nossa família bugrina estar desanimada, temos que usar o bom humor para que novos dirigentes voltem a trabalhar em busca de uma solução para essa grande

instituição chamada Guarani. Acredito que o Guarani mudou-se de Campinas para a Grande São Paulo, pois estávamos na série “A”ndré e logo nos mudaram para a série “B”ernardo do Campo, na qual conseguimos permanecer por 2 anos consecutivos e agora, em 2012, já arrumaram um novo endereço para 2013 a série “C”aetano do Sul. Esperamos que não nos coloquem em série “D”iadema, mas que encontrem logo um retorno. (…)

Presentear

João Cândido de Lima Neto

Filósofo e pedagogo, Campinas

Sempre é época de nos presentearmos com algo que tanto queremos. Aquilo tão sonhado está à frente e, com certeza, ao nosso alcance. Por que esperarmos uma data simbólica e aguardarmos alguém para realizar o que é fruto dos nossos próprios desejos? O presente é a construção do futuro que teremos, feito então pelo esforço e criação que vivemos no passado. Seguir é preciso ou, talvez, impreciso, contudo, condição ímpar (ou não!) para irmos adiante. E aí, você vai se presentear amanhã?

Lula

Eliana França Leme

Psicóloga, São Paulo

“Eu me senti apunhalado pelas costas. Tenho muito orgulho do escritório da Presidência, onde eram feitos encontros com empresários para projetos de interesse do País”. Eis o mesmo Lula repetindo o mantra de sempre: “fui traído, não sabia de nada”. Estranho Lula desconhecer tanto assim o caráter de quem trabalhou durante anos no Partido dos Trabalhadores e, por ser pessoa de sua confiança, foi inclusive nomeada por ele próprio para a chefia de gabinete da Presidência em SP e, a seu pedido, mantida no cargo pela presidente Dilma. Cuidado Lula, não abuse da boa-fé da gente crédula que o admira, pois, embora pareçam cegos e surdos, em algum momento mostrarão que ainda têm olhos de ver e ouvidos de ouvir. (...)

Fuleco

Octávio Bonas Neto

Gerente comercial, Campinas

O tatu-bola Fuleco (que nome horrível), símbolo da Copa 2014, é uma espécie em risco de extinção no Brasil. Muito coerente a escolha do mascote, pois saudosos dirigentes, em especial Paulo Machado de Carvalho, o Marechal da Vitória, há muito estão extintos pela falta de brasilidade e sobretudo de honestidade do “licenciado” Ricardo Teixeira e seus asseclas, que de olho nas eleições no ano da Copa, já começam a travar uma verdadeira batalha nos bastidores da famigerada CBF. E o Mano “dançou”! Quem acredita que Neymar, Oscar, Ganso e Lucas vão fazer as proezas de Pelé, Gerson, Tostão e Rivelino, ou mesmo de Romário, Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho ? Preparemo-nos para um novo ‘Maracanaço’!

Descaso

Neyde Lucarelli 

Bibliotecária, Campinas

Transeunte diário na Rua Barão de Jaguara, em frente o Largo do Rosário, há tempos vejo um dos postes-lampadário que, julga-se, a cair, torto, pendendo do horizonte para o chão. Seu destino certeiro, marca do atual descaso dessa e de pretéritas Administrações deste município. Isso me fez lembrar a Igreja do Rosário que outrora tinha nesse Largo seu endereço, cujo tempo se dá hoje como histórico, como marca de vida do campineiro. Assim como o poste a cair no largo do Rosário, foi com a igreja do Rosário. Esta, em época de seu deslocamento para o atual local, bairro do Castelo, também estava, segundo a Administração de época, “caindo” em desuso. (...)

Consciência

Walter Aprile

Aposentado, Campinas

Sou contrário a toda e qualquer coisa que faça discriminação aos afrodescendentes, pois não é a pigmentação da pele que nos difere e sim o caráter. Esqueçamos essa história de cotas nas faculdades ou outra qualquer benesse. Sei que muita gente vai discordar, mas esse é meu modo de pensar, minha opinião, sou contrário a reviver esse período, pois foi uma época triste para o Brasil, devíamos procurar esquecê-la e não revivê-la.

Criminalidade

Ari Consolo Ferreira

Psicanalista, Campinas

Uma autoridade policial recém-empossada declarou não precisar da ajuda Federal no combate ao crime em São Paulo. Será que a população acuada concorda? Será que os familiares e os próprios policiais de campo concordam? Infelizmente, penso que a hora dessa ajuda já passou. Agora é necessário mais. Urge a atuação preventiva e corretiva das polícias e das forças armadas, vinte e quatro horas. É necessário reformulação legal? Que se faça nem que seja em caráter excepcional. Não mais para jogar embaixo do tapete a crescente e dominante criminalidade.

Dalcio

Silvio Luiz Tasso 

Cartorário, Campinas

Muito criativa a charge do Correio Popular do dia 27/11, ali está sintetizado como são os nossos dirigentes (cartolas) do futebol. Parabéns Dalcio, valeu!

Trânsito

André L. O. Coutinho

Engenheiro, Campinas

O trânsito na cidade de Campinas está cada vez pior. E não é pelo excesso de carros etc., mas sim por pura falta de educação e bom-senso do motorista campineiro. Parece difícil de acreditar, mas em São Paulo a situação é melhor. (...) Ensinar a dirigir não é somente manejar um carro nas ruas, mas principalmente ensinar as regras da boa convivência no trânsito e as consequências. Buzinar em excesso e xingar pessoas de maneira gratuita não ajudam em nada. Temos muitas escolas e univerisidades em Campinas, mas falta toda a educação.

Desculpas

Juarez Bianco

Bancário aposentado, Campinas

Têm razão os srs. Marcelo Luiz Pendezza e Carlos Francisco de Paula Neto quando fizeram comentários sobre a minha crítica a respeito da fortuna do ex-presidente Lula. Realmente, eu teci os comentários sobre uma leitura que fiz através da internet. Todavia, após entrar no site da revista Forbes, tive a confirmação de não ser verídica aquela informação, motivo pelo qual peço desculpas a todos os que leram a informação naquela oportunidade. Concordo também que devemos ter mais cuidado com certas leituras da internet.

Arly

Roberval R. Gonçalves da Costa Jr.

Adm. de empresas, Campinas

(...) Parabéns ao prefeito eleito Jonas pela escolha do nome de Arly para conduzir a empresa que é orgulho de Campinas (...). Arly certamente fará um bom trabalho fazendo com que a Sanasa volte a ser uma empresa pública forte e que dê orgulho à cidade de Campinas e respaldo aos seus funcionários.