Publicado 26 de Novembro de 2012 - 11h10

Por France Press

Apesar do nome estrangeiro, o circo Tihany é brasileiro

DIVULGAÇÃO

Apesar do nome estrangeiro, o circo Tihany é brasileiro

Quem tem como rota diária os arredores do Parque Villa-Lobos, na zona oeste de São Paulo, se surpreendeu com o surgimento repentino da enorme lona vermelha em uma das áreas. Trata-se do Circo Tihany Spetacular, que retorna à cidade após 13 anos e traz o novo show, "AbraKdabra", que estreia na quarta-feira.

 

O espetáculo já foi assistido por mais de 1 milhão de pessoas no Brasil desde 2010, quando iniciou a turnê pelo País. "Como conhecemos bem o nosso público, preparamos um repertório condizente com o espírito do povo da América do Sul. Ou seja, pensamos em um espetáculo alegre, colorido, iluminado, dinâmico, ágil e que não tenha espaçamento entre os números, sempre mantendo o estilo que consagrou a história de Tihany ao longo destes anos", explica Richard Massone, mágico, administrador e herdeiro do império construído pelo húngaro Franz Czeisler há 58 anos.

 

"AbraKdabra" foi projetado em cima do tripé que sustenta a filosofia da companhia: tradicionais números de circo, dança e magia, sendo este o principal chamariz de Tihany. "Nosso grande diferencial sempre foi o ilusionismo, mas temos um estilo que possibilita ao espectador assistir a três tipos de entretenimento diferentes. Existem circos muito bons pelo mundo, mas somos os que melhor dosamos essas três linhas de entretenimento", diz Massone.

 

Apesar do nome estrangeiro, o circo Tihany é brasileiro. Nasceu em abril de 1954, na cidade de Jacareí (SP), e foi batizado em homenagem ao pequeno vilarejo húngaro em que nasceu Franz Czeisler, criador da companhia circense. Hoje, com sede em Las Vegas e estrutura superior à inicial, o grupo percorre as três Américas com seus espetáculos, formados por artistas de 25 diferentes nacionalidades. O espetáculo "AbraKdabra" tem duas horas de duração, dividido em 18 atos, com números de dança, ilusionismo, humor, contorcionismo, trapézio, equilibrismo e acrobacia, apresentados em oito diferentes cenários.

Escrito por:

France Press