Publicado 26 de Novembro de 2012 - 18h56

Por João Nunes

Cena do filme Uma Doce Mentira

Divulgação

Cena do filme Uma Doce Mentira

Famosa música de Cazuza diz que mentiras sinceras lhe interessam. É um pouco o que ocorre em Uma Doce Mentira, filme que o canal Max exibe nesta terça-feira (26), às 15h45, de Pierre Salvadori (2010). Veja a sinopse: numa manhã de Primavera, Emilie (Audrey Tautou) recebe linda carta de amor anônima. A primeira reação é jogá-la no lixo, mas deduz que pode salvar a mãe (Nathalie Baye), mulher triste e isolada desde a partida do marido. Emilie reenvia a carta para a mãe sem saber que o autor é Jean (Sami Bouajila), o tímido empregado no salão de beleza administrado por ela. O gesto desencadeará desentendimentos e algumas situações fora de controle. O ponto de partida parece bem sedutor, mas o filme tem sérios problemas de roteiro, que acaba por comprometê-lo. Apesar disto, se levarmos em conta a premissa, que parte de uma mentira, podemos embarcar na história e relaxar. Afinal, é cinema, com tudo o que tem de fantasia — e não realidade. E há quem goste justamente do princípio de que mentiras sinceras (ou doces) são aceitáveis. Aposte.

Escrito por:

João Nunes