Publicado 05 de Novembro de 2012 - 18h43

Por Marita Siqueira

Grupo musical Fim de Feira

Divulgação

Grupo musical Fim de Feira

Do baião ao carimbó, passando pelo coco, forró, maxixe e cantigas de viola, atrelados à poesia de cordel. Com essa mescla de gêneros, o grupo pernambucano Fim de Feira faz um “arretado” arrasta-pé. A banda nasceu na efervescente cena musical do Estado de Pernambuco, porém, logo ultrapassou as fronteiras, tanto que venceu, em 2009, o Prêmio da Música Brasileira na categoria Melhor Grupo Regional. Com o novo CD, 'De Todo Jeito a Gente Apanha', o sexteto — Bruno Lins (voz, violão e guitarra base), Milton Pereira (bandolim e guitarra), Jean Elton (baixo), Antônio Muniz (sanfona), Lucivan Max (percussão) e Márcio Albuquerque (bateria) — monta nesta terça (6) sua feira na Casa São Jorge, o ber de Barão Geraldo, em Campinas.

Lançado oficialmente no último dia 3, em Belo Horizonte, o show, embora embasado no repertório do disco com 11 faixas autorais, também contempla ícones na música nordestina como Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro, além de canções do primeiro trabalho, 'A Revolução dos Pebas' (2008). Este, rendeu ao grupo o prêmio citado acima e o passaporte para uma turnê europeia que passou por 12 países, mais o Festival do Caribe. “O trânsito da musica brasileira para Europa é grande. Foi muito interessante porque tocamos em locais com muitos brasileiros, como Paris, Londres e Amsterdã, e também fomos bem recebidos em em lugares onde não tem, como Finlândia e Croácia. A linguagem da música pernambucana é universal”, diz Bruno Lins.

Serviço

 

Show do grupo Fim de Feira, de Recife (PE)

Nesta terça-feira (6), às 21h30

 

Na Casa São Jorge (Avenida Santa Isabel, 655 - Barão Geraldo) - Campinas. Telefone: (19) 3249-1588.

 

Couvert: R$ 10,00 (até às 21h) e R$ 15,00.

Escrito por:

Marita Siqueira