Publicado 30 de Novembro de 2012 - 5h00

Por Marita Siqueira

Renata Sunega, secretária de Cultura de Campinas

Edu Fortes/AAN

Renata Sunega, secretária de Cultura de Campinas

Serão abertas nesta sexta-feira (30) as inscrições para o Fundo de Investimentos Culturais de Campinas (Ficc) 2012/2013, cuja verba disponível é de R$ 1.803.150,00 — cerca R$ 400 mil a mais em relação ao edital anterior. Além do aumento de investimento, o diferencial desta edição é que foi regulamentada uma tabela para avaliação dos projetos inscritos com nove critérios, já que anteriormente eles eram apenas analisados pelos integrantes do Conselho Municipal de Cultura. Outra novidade é a inclusão de projetos nas áreas de artesanato, de formação de pessoas na área de cultura e de bolsas de estudo e pesquisa.

 

Segundo a secretária Renata Sunega, a ampliação de recursos deu-se por uma determinação legal, que aponta a atualização dos investimentos. “Desde a criação do Ficc (2005), o valor não havia sido atualizado”, afirma. Quanto à tabela de critérios, ela diz que também foi um pedido do departamento jurídico da Prefeitura, que tem como premissa “uma forma de julgamento pública e de fácil entendimento” para selecionar os contemplados. O edital foi publicado no Diário Oficial de terça-feira (27). Primeiramente, os trabalhos serão avaliados pela coordenadoria setorial de Gestão de Fundos, baseados em aspectos técnicos.

Depois disso, o Conselho Municipal de Cultural irá julgá-los com pontuação de 0 a 10 pelos seguintes itens: apoio à criação, valorização e difusão das manifestações culturais; promoção do livre acesso da população aos bens, espaços e atividades; estímulo ao desenvolvimento; apoio a ação de preservação e recuperação do patrimônio cultural; incentivo à pesquisa, à iniciação e a divulgação de conhecimento; incentivo ao aperfeiçoamento de artistas e técnicos; promoção de intercâmbio e circulação; valorização dos modos de fazer, criar e viver dos diferentes grupos formadores da sociedade; e visibilidade econômica. Ao final, terão pontuação de 0 a 90.

Renata Sunega acredita a mudança de governo, a ser realizada no dia 1o de janeiro, quando Ney Carrasco (PSB) assumirá a pasta de Cultura, não alterará as normas estabelecidas. “O Ficc é uma lei. Cabe ao secretário aplicá-lo. Não seria algo tão simples criar outro edital”, diz. Os interessados têm até o dia 13 de janeiro de 2013 para realizar o cadastramento exclusivamente pelos endereços eletrônicos: sficc.campinas.sp.gov.br e www.campinas.sp.gov.br/governo/cultura.

Escrito por:

Marita Siqueira