Publicado 23 de Novembro de 2012 - 5h00

Por João Nunes

Cena do filme A Caça

Divulgação

Cena do filme A Caça

A experiência não é nova em Campinas, mas, depois de muitos anos, a cidade volta a receber parte (ainda que em número reduzido) da Mostra Internacional de São Paulo, cuja edição de número 36 terminou há 20 dias. Trata-se da itinerância realizada pelo Sesc que envolverá oito cidades do Interior do Estado: Campinas, Araraquara, Piracicaba, São José do Rio Preto, Santos, São Carlos, São José dos Campos e Sorocaba.

 

Em Campinas o miniciclo da 36a Mostra começa nesta sexta-feira (23) e prossegue até o dia 27, sempre com dois filmes por noite. As exibições acontecem às 19h e 21h no Cine Topázio do Shopping Parque Prado.Além de o público ter a oportunidade de ver produções que nem sempre chegam ao circuito comercial, o espectador terá outra motivação, pois os ingressos são muito baratos.

Um dos prazeres da Mostra de São Paulo é deparar com cinematografias não hegemônicas — leia-se, preferencialmente, a dos Estados Unidos. Assim, o espectador de Campinas terá a chance de assistir a filmes da Itália, França, Dinamarca, Rússia, Noruega, Islândia, Portugal e, também, dos Estados Unidos.

Apresentação

O documentário 'Liv & Bergman — Uma História de Amor' (Noruega/Reino Unido/Índia), de Dheeraj Akolkar, narrado do ponto de vista de Liv Ullman, mostra a relação dela com um dos maiores cineastas de todos os tempos, Ingmar Bergman, e traz entrevistas, imagens de filmes e cartas.

'Dinotasia' (Estados Unidos), de David Krentz e Erik Nelson, faz viagem cinematográfica pela era dos dinossauros com série de histórias curtas. Narrado por Werner Herzog, o filme reconstitui os dinossauros digitalmente e mostra o mundo do ponto de vista deles.

'O Fim do Amor' (Estados Unidos), de Mark Webber, fala de ator em dificuldades, preso entre a vida que ele conhecia e aquela que o espera. Quando a mãe do seu filho de 2 anos morre de repente, ele é forçado a lidar com os problemas.

'Arcadia' (Estados Unidos), de Olivia Silver, narra a viagem de um pai com três filhos para a cidade californiana a que se refere o título. Aparentemente é apenas uma viagem, mas o pai esconde segredo que, aos poucos, lhe escapa.

'Gente Fina' (Islândia), de Olaf de Fleur Johannesson, conta a história de engenheiro trapaceiro e desesperado que foge da cidade para pequena comunidade rural islandesa, mas desconhece que está entrando numa guerra na qual impera a falta de educação e jogos de politicagem.

O documentário 'Bergman & Magnani — A Guerra dos Vulcões' (Itália), de Francesco Patierno, conta como dois filmes diferentes foram feitos na mesma época e nas mesmas ilhas: 'Vulcano' (1950), com Anna Magnani, que tinha acabado de se separar de Roberto Rossellini, e 'Stromboli' (1950), filme que dá início ao relacionamento artístico e romântico entre Ingrid Bergman e Rossellini.

 

Serviço

Itinerância de dez filmes da 36a Mostra Internacional de São Paulo

A partir desta sexta-feira (23), até dia 27, sempre com dois filmes: às 19h e às 21h

No Cine Topázio, Shopping Parque Prado (Avenida Washington Luís, 2.480)

Ingressos: R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia e usuários matriculados no Sesc). De graça para trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e seus dependentes.

 

Programação

Nesta sexta (23)

'A Bela que Dorme' (Marco Bellocchio, Itália/França)

'A Caça' (Thomas Vinterberg, Dinamarca)

Sábado (24)

'Na Neblina' (Sergei Loznitza, Rússia/Alemanha/Holanda)

'Liv & Bergman — Uma História de Amor (Dheeraj Akolkar (Noruega/Reino Unido/Índia)

Domingo (25)

'Dinotasia' (David Krentz e Erik Nelson, Estados Unidos)

'O Fim do Amor' (Mark Webber, Estados Unidos)

Segunda-feira (26)

'Arcadia' (Olivia Silver, Estados Unidos)

'Gente Fina' (Olaf de Fleur Johannesson, Islândia)

Terça (27)

'Bergman & Magnani — A Guerra dos Vulcões' (Franceso Patierno, Itália)

'O Gebo e a Sombra' (Manoel de Oliveira, Portugal/França)

 

 

Escrito por:

João Nunes