Publicado 28 de Novembro de 2012 - 9h51

Por Agência Estado

O Indicador de Inadimplência das Empresas, divulgado nesta quarta-feira pela Serasa Experian, registrou crescimento de 13 8% em outubro, ante setembro. Foi a maior alta mensal do ano na inadimplência das pessoas jurídicas. Na comparação com o mesmo mês de 2011, o aumento também foi de 13,8%. No acumulado do ano, o avanço foi de 12,8% em relação ao período de janeiro a outubro do ano passado.

De acordo com nota divulgada pela empresa, a alta mensal de 13 8% em outubro foi influenciada pelo chamado efeito calendário (maior número de dias úteis) e ocorreu sobre uma base considerada fraca em setembro. Na opinião dos economistas da Serasa Experian, esses fatores reduzem a relevância dessa elevação.

A elevação foi puxada por protestos (alta de 52,9%) e cheques sem fundos (12,5%), que são registrados em dias úteis. A inadimplência nas dívidas não bancárias e bancárias, dado que não está sujeito ao calendário, subiu pouco em outubro, 1,7% e 1 9%, respectivamente.

"Não houve deterioração do cenário de inadimplência das empresas em decorrência do aumento de encomendas para o final de ano e da maior geração de caixa", dizem os economistas.

Escrito por:

Agência Estado