Publicado 27 de Novembro de 2012 - 19h48

Por Agência Estado

O empresário Carlos Augusto Ramos de Almeida, o Carlinhos Cachoeira, poderá passar o próximo final de semana em sua casa, em Goiânia. Essa é a expectativa do hematologista César Leite, do Instituto de Neurologia de Goiânia. "Ele apresentou melhora significativa", disse, ao divulgar o boletim médico nesta terça-feira (27). "Dormiu bem, o que não fazia há quase 10 meses comeu bem e está falante".

Cachoeira, centro do escândalo da chamada Máfia dos Caça-Níqueis em Goiás, foi preso pela Policia Federal no mês de fevereiro, durante a operação Monte Carlo. Ele está internado desde a noite de segunda-feira. De lá pra cá, exames confirmaram que ocorreram melhoras físicas. Mas o fato de reclamar de uma tonteira, seguida de um rápido desmaio, acendeu a luz de alerta. "Se não melhorar, e o quadro psiquiátrico é o que mais preocupa, pode ficar internado até sexta-feira", disse Cesar Leite.

Para proteger Cachoeira de novos desgastes emocionais, os médicos e familiares formaram um cordão de isolamento em torno do paciente. E investe contra a aproximação da imprensa, seja para fotos ou entrevistas. As visitas estão sendo controladas e os advogados do Caso Cachoeira adiam ligações telefônicas e visitas. Para impedir o rompimento do isolamento, Andressa Mendonça, esposa de Cachoeira, é o canal de informações externas para a família.

Escrito por:

Agência Estado