Publicado 08 de Novembro de 2012 - 21h57

Por Renê Moreira

Um adolescente de 16 anos foi parar na Fundação Casa na madrugada desta quinta-feira (8), em Franca, após tentar matar o irmão, de 19 anos, e confessar dois roubos.

Bastante violento e temendo ficar solto, ele contou ser assaltante e disse que precisava ir para a cadeia, pois, se voltasse para casa, mataria o irmão, a avó de 71 anos ou algum outro parente que aparecesse na sua frente.

A polícia confirmou os roubos, um deles filmado pelo circuito de segurança de uma loja de videogames. Agora investiga a participação do adolescente em uma série de assaltos registrados na região leste da cidade. A descoberta começou com a confusão na casa do do garoto, no Jardim Santa Barbara.

O irmão dele, das iniciais G.R.S., diz que chegou do trabalho à noite e sem motivo algum foi recebido com uma tijolada e uma paulada desferidos pelas costas, vindo a ficar desmaiado. Ele foi socorrido até o Pronto Socorro para ser medicado, sendo liberado horas depois com um corte na cabeça.

Depois disso, o garoto continuou violento até ser levado ao Plantão Policial. Lá, teria contado espontaneamente os assaltos como forma de ficar encarcerado. Todos os dois roubos narrados acabaram confirmados e, além da loja de videogames, o adolescente também agiu em uma farmácia. Nas filmagens do primeiro assalto, ele aparece inclusive segurando uma arma e rendendo a vítima.

Investigação

Indagado pelo delegado Pedro Luis Dalacqua sobre o que fez com o revólver que portava e os objetos roubados, ele alegou ter vendido a um desconhecido. Dalacqua disse que o garoto estava muito agressivo e que essa versão sobre a arma será melhor apurada pela delegacia responsável. A polícia também tentará descobrir quem é o comparsa que aparece em um dos assaltos.

O adolescente foi autuado por roubo e tentativa de homicídio. Seu caso será analisado agora pela Vara da Infância e da Juventude. De acordo com o delegado, o motivo de querer matar a família ele não informou.

Escrito por:

Renê Moreira