Publicado 29 de Novembro de 2012 - 12h08

Bandidos explodiram, ao mesmo tempo, caixas eletrônicos do Banco do Brasil (BB) e do Bradesco, no centro de Morungaba, por volta das 5h45 desta quinta-feira (29). Durante o ataque, segundo informações inicialmente apuradas pela Polícia Civil, uma professora, que passou pelo local, foi rendida e feita refém.

 

O objetivo dos bandidos era usá-la como meio de abrir a rota de fuga, caso policiais aparecessem. O valor levado dos bancos não era de conhecimento da Polícia Civil até as 15h30. O delegado Osmany Pinheiro Machado Júnior, que responde pela Polícia Civil na cidade, abriu inquérito para apurar o caso e pretende ouvir relato da vítima que ficou refém ainda nesta quinta-feira.

Segundo a Polícia Militar (PM), os bandidos ainda deixaram em uma das agências, largados pelo chão, R$ 1.730. Os assaltantes também abandonaram barras de ferro, usadas para abrir parte dos caixas eletrônicos a fim de que os explosivos fossem instalados. A fuga do bando foi em dois carros escuros, um deles Citroen.