Publicado 27 de Novembro de 2012 - 10h22

Por Adriana Ferezim

Alunos participam da prova e amanhã nas ETecs da cidade

Claudio Coradini

Alunos participam da prova e amanhã nas ETecs da cidade

As provas do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp) serão aplicadas, hoje e amanhã, para mais de 25,9 mil alunos do Ensino Fundamental e do Ensino Médio de 129 escolas públicas e particulares do município e das cidades pertencentes à Diretoria Regional de Ensino de Piracicaba. Em todo o Estado participam do exame 2,3 milhões de estudantes.

O exame é aplicado aos alunos que estão nos 3º, 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio. A novidade desta edição do sistema é a participação dos estudantes das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) do Centro Paula Souza, conforme a Secretaria de Estado da Educação.

Na região de Piracicaba, do total de 25.977 estudantes que participam do Saresp, 217 são das Etecs (em duas escolas), 17.016 são alunos da rede estadual (67 escolas), 8.088 da rede municipal (57 escolas) e 736 crianças e adolescentes são matriculados em três escolas da rede particular.

De acordo com a secretaria, o Saresp é uma avaliação externa realizada desde 1996, "com a finalidade de fornecer informações consistentes, periódicas e comparáveis sobre a situação da escolaridade na rede pública paulista, com o objetivo de orientar os gestores do ensino no monitoramento das políticas voltadas para a melhoria da qualidade educacional".

A partir dos resultados do Saresp, a Secretaria da Educação calcula o Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp) de todos os níveis de ensino de cada escola das redes municipais e as respectivas metas desse indicador para o ano seguinte. "Cada secretaria municipal pode, contudo, utilizar os dados fornecidos para criar indicadores e estipular metas conforme seus próprios critérios".

Os municípios participantes não têm custos de despesas com a aplicação da avaliação, que são cumpridos pelo Governo do Estado. "Neste ano, 552 cidades aderiram ao sistema e assinaram convênios ou termo aditivo com a secretaria. No caso das escolas particulares, o custo deverá ser arcado pelas próprias instituições".

EXAME

A secretaria informou que o objetivo das provas é aferir o domínio das competências e habilidades básicas em língua portuguesa e matemática previstas para o término de cada ano/série. "Também serão aplicadas avaliações de ciências para alunos dos 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e de ciências da natureza (biologia, física e química) para alunos da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual".

Segundo a secretaria, para o 3º ano do Ensino Fundamental, as questões de língua portuguesa e matemática serão predominantemente abertas. "Para os 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e para a 3ª série do Ensino Médio, as questões para cada disciplina avaliada serão de múltipla escolha. Também haverá uma proposta de redação para uma amostra de turmas dos 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3ª séries do Ensino Médio de cada rede de ensino".

As provas serão realizadas nos três períodos (manhã, tarde e noite), no horário de início regular das aulas, e terão duração mínima de duas horas e máxima de três horas.

Escrito por:

Adriana Ferezim