Publicado 24 de Novembro de 2012 - 13h47

A polícia irá investigar quem atirou em quatro sem teto na madrugada deste sábado após uma tentativa de ocupação de um prédio na Rua Riachuelo, no centro de São Paulo, por volta das 2h30.

 

As vítimas, um trabalhador autônomo de 31 anos, uma cozinheira de 57 anos, um carteiro de 46 anos e um servente de 22 anos, foram supostamente baleadas por um homem de 64 anos, que estava no prédio e confessou a autoria dos disparos. No entanto, três dos feridos que foram socorridos no Pronto Socorro do Hospital Vergueiro e no Hospital da Glória, teriam afirmado, em interrogatório à polícia, que não foi o idoso quem atirou.

 

Segundo Lucas Nascimento da Costa, advogado da Federação Pró-Moradia do Brasil, entidade que representa os sem teto, cerca de 300 pessoas tentaram ocupar o imóvel. Segundo Lucas, o prédio é particular, estaria abandonado e possuiria uma grande dívida de IPTU.

 

A polícia, que foi acionada durante a madrugada para atender a uma ocorrência de roubo, se deparou com um grupo de pessoas deixando às pressas o prédio desocupado. Uma perícia foi instaurada no local, em que não foi encontrado nenhuma arma, apenas munições.