Publicado 27 de Novembro de 2012 - 16h53

Por France Press

Um adolescente de 17 anos foi morto a tiros por um homem que havia reclamado que a vítima e seus amigos estavam ouvindo música muito alto dentro do carro estacionado num posto de gasolina no norte da Flórida.

A delegacia de homicídios de Jacksonville informou que o incidente ocorreu na sexta-feira, causado por uma briga entre Michael David Dunn, de 45 anos, e o adolescente Jordan Russell Davis.

Dunn pediu aos jovens que estavam dentro de um carro que baixassem o volume da música. Os jovens começaram a discutir com Dunn, e este sacou sua arma e atirou cerca de dez vezes. Davis foi atingido por dois disparos, mas nenhum de seus amigos ficou ferido.

Dunn, que é empresário, e sua namorada deixaram o local e só foram descobrir que a discussão resultara na morte do adolescente ao ver o noticiário em casa.

Graças à placa do carro anotada pelos amigos da vítima, Dunn foi preso.

Este caso revive o crime contra Trayvon Martin, de 17 anos, que morreu baleado por George Zimmerman, um peruano-americano em Sanford (centro da Flórida), onde o agressor realizava uma ronda de vigilância em seu bairro. Ele se declarou inocente e alegou ter agido em "defesa própria" ao ter sido atacado por Martin.

Como a defesa de Zimmerman, a advogada de Dunn, Robin Lemonidis, alega inocência de seu cliente amparando-se numa lei estatal que autoriza o uso das armas em certos casos de legítima defesa, inclusive quando o suposto agressor está desarmado.

Escrito por:

France Press